Metro do Cairo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Metro do Cairo
Cairo metro logo2012.svg
Metro-1-l.jpg
Informações
Local Cairo (Egipto)
Tipo de transporte Ferroviário (Metropolitano)
Número de linhas 3
Número de estações 74
Website https://cairometro.gov.eg/en
Funcionamento
Início de funcionamento 27 de setembro de 1987 [1]
Operadora(s) Cairo Metro - The Egyptian Co. for Metro Management & Operation
Número de veículos 88
Dados técnicos
Extensão do sistema 88,5 Km
Frequência 210 segundos (Linha 1)
165 segundos (Linha 2)
300 segundos (Linha 3)
Bitola 1435 mm
Velocidade máxima 100 km/h
Mapa da Rede

Cairo Metro map.svg

Metro do Cairo
Adly Mansour  3 
Hikestep
 1  Nova El-Marg
Omar ibn Al-khattab
El-Marg
Kebaa
Ezbet El-Nakhl
Hisham Barakat
Ain Shams
El-Nozha
El-Matareyya
El-Shams Club
Helmeyet El-Zaitoun
Alf Masken
Hadayeq El-Zaitoun
Praça de Heliópolis
Saray El-Qobba
Aeroporto  3 
Hammamat El-Qobba
Sheraton
Kobri El-Qobba
Academia Militar
Manshiet El-Sadr
Al-Hegaz 2
El-Demerdash
Praça de Al-Hegaz
Ghamra
Haroun
 2  Shobra
Al Ahram
Koliet El-Zeraa
Koleyet El Banat
Mezallat
Estádio do Cairo
Khalafawy
Fair Zone
Sainte Teresa
Abbassia
Road El-Farag
Abdou Pasha
Massara
El Geish
Al-Shohadaa
Bab El Shaaria
Urabi
Attaba
Gamal AbdAl
Naguib
Maspero
Sadat
Zamalek
Saad Zaghloul
Kit Kat
AlSayyeda Zeinab
El-Malek El-Saleh
Sudão
Mar Girgis
Imbaba
El-Zahraa
Al-Bohy
Dar El-Salam
Al-Kawmeiah
Hadayeq El-Maadi
Anel Viário
Maadi
 3  Corredor Rod Al-Farag
Thakanat El-Maadi
Al-Tawfikya
Tora El-Balad
Wadi Al-Nile
Gezira
Gamaet Al-Dowal
Dokki
Bolak Al-Dakror
Bohooth
 3  Universidade do Cairo
Kozzika
Faisal
Tora El-Asmant
Giza Railway
El-Maasara
Giza Suburbs
Hadayeq Helwan
Sakiat Mekki
Wadi Hof
 2  El Munib
Universidade de Heluã
Ain Helwan
Heluã  1 

O Metro do Cairo, no Egipto, é o mais antigo sistema de metropolitano em África, permanecendo como o único do continente até a inauguração do Metrô de Argel, em 2009. Atualmente a rede consiste em três linhas Linha 1, Linha 2 e Linha 3 que formam uma rede de 88,5 quilômetros, 74 estações e transportam 2,5 milhões de passageiros por dia.[2]

Em todos os comboios do Metro do Cairo, a primeira carruagem é reservada para as mulheres.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Antecedentes[editar | editar código-fonte]

O primeiro projeto para a implantação de um metropolitano no Cairo surgiu na década de 1930 quando o engenheiro Saiyed Abdel Wahed da Autoridade Ferroviária Egípcia sugeriu a eletrificação das ferrovias nos trechos que atravessavam a capital egípcia e a sua conversão em metropolitano. Com o início da Segunda Guerra Mundial, o projeto foi esquecido e somente depois da Revolução Egípcia de 1952 (que depôs a monarquia) que o novo governo passou a pensar oficialmente na mobilidade da capital.[4]

O governo do Egito, liderado por Nasser, se aproximou da União Soviética em 1956 e assinou acordos econômicos e militares que incluíram um projeto de metrô para o Cairo. Uma missão técnica soviética chegou ao país naquele ano e fez o primeiro projeto oficial de um metrô no Cairo. Apesar dos acordos, não houve interesse do governo egípcio e o projeto acabou arquivado naquele momento. Na década de 1960 ocorreram novos estudos de um metrô no Cairo patrocinado por japoneses (1960), franceses (1962) e outra vez pelos soviéticos (1966)[5] porém foi apenas em 1969 que o governo egípcio resolveu lançar um concurso oficial internacional para a realização de um projeto de metrô.[4]

O projeto francês[editar | editar código-fonte]

Oito empresas participaram do concurso internacional e o governo egípcio declarou vencedora a empresa francesa Sofretu.[4] O contrato foi assinado em setembro de 1970 e a empresa iniciou seus trabalhos em seguida.[6] Com a Guerra do Yom Kippur, os trabalhos foram parcialmente interrompidos. Em 1975, com o projeto concluído, o governo egípcio de Sadat assinou o primeiro acordo de financiamento com o governo francês[7], com previsão de custo de 880 milhões de dólares. Apesar do interesse dos franceses, o projeto foi arquivado em 1978 pelo ministro da economia do Egito Abdel Moneim El- Kayssouny (que o considerou caro e inviável para o país). Isso não demoveu o governo francês a negociar o financiamento com o Egito. A morte do presidente Sadat atrasou os planos, porém um acordo de financiamento foi assinado em 1982 entre o presidente Mitterrand e o sucessor de Sadat, Hosni Mubarak.[8]

Obras da primeira linha[editar | editar código-fonte]

As obras da primeira linha do metrô do Cairo foram iniciadas em fins de 1982, com o intuito de conclusão para 1985.[9] A primeira linha foi construída majoritariamente em superfície, aproveitando-se de trechos da ferrovia Cairo-Helwan, eletrificada em 1956 pela Siemens com sistema de catenária tensão de 1500 VCC.[10] As obras foram realizadas por um consórcio franco-egípcio. No centro do Cairo foi construído um túnel de 4,5 quilômetros de extensão para proporcionar a passagem do metrô pela região histórica. Atrasos nos trabalhos fizeram com que o primeiro trecho fosse inaugurado apenas em 27 de setembro de 1987.[11] A primeira linha foi concluída em 1989, quatro anos acima do previsto.[12]

Planos futuros[editar | editar código-fonte]

Foram propostas três linhas novas — todas com o objectivo principal de reduzir o tráfego caótico das ruas da capital egípcia &mdash a Linha 4 foi planeada de modo a juntar a zona Sudoeste de Al Ahram à zona Este de Nasr; a Linha 5 será semi-circular e unirá todas as outras quatro linhas, desde Nasr até Port Said Street e Shubra El Kheima; e a Linha 6 faria o percurso Norte-Sul do Cairo, de Shubra a Maadi.

Linhas[editar | editar código-fonte]

Linha Cor Trajeto Inauguração Última ampliação Comprimento Número de estações
Linha 1 Vermelho HelwanNova El-Marg 27 de setembro de 1987 [13] 1999 44 km 35[14][15][16]
Linha 2 Amarelo ShobraEl Mounib 1 de outubro de 1996 [17] 2005 21,5 km 20[14][18]
Linha 3 Verde AttabaAl Ahram 21 de fevereiro de 2012 [19] 2020 23 km 19[20]

Frota[editar | editar código-fonte]

Imagem Origem Fabricante Ano Eletrificação Tensão Formação Linhas Frota
(trens)
Egypt.Cairo.Metro.03.jpg França
Japão
Egito
Alstom/
Kinki Sharyo [21]
Semaf[22]
1983/
1984
Catenária 1500 VCC MC1+R+MC2 1 35
Metro-1-l.jpg Japão
Egito
Kinki Sharyo [21]
Semaf[22]
1996 Terceiro trilho 750 VCC M+R1+R2 2 18
المترو من جهة اخرى.jpg Japão
Egito
Kinki Sharyo [21]
Mitsubishi
Toshiba
Semaf[22]
2012 [23] Terceiro trilho 750 VCC M+R1+RA+R2+R2+RA+R1+M 3 15
El Zahraa Station, Cairo Egypt.jpg Coréia do Sul
Egito
Rotem [24]
Semaf[22]
2016 Catenária 1500 VCC 1 20
Coréia do Sul Rotem [25] 2020 Terceiro trilho 750 VCC 3 32 (previsto)

Estatísticas[editar | editar código-fonte]

Entre 1987 e 2019 foram transportados cerca de 27 bilhões de passageiros no Metrô do Cairo.[26]

Ano Passageiros (em milhões) Ano Passageiros (em milhões)
1987 91 000 000 2004 677 000 000
1988 136 000 000 2005 710 000 000
1989 224 000 000 2006 703 000 000
1990 247 000 000 2007 716 000 000
1991 280 000 000 2008 772 000 000
1992 305 000 000 2009 805 000 000
1993 312 000 000 2010 837 000 000
1994 328 000 000 2011 1 022 000 000
1995 357 000 000 2012 1 153 000 000
1996 448 000 000 2013 1 504 000 000
1997 511 000 000 2014 1 606 000 000
1998 563 000 000 2015 1 738 000 000
1999 655 000 000 2016 1 840 000 000
2000 676 000 000 2017 1 966 000 000
2001 681 000 000 2018 2 101 000 000
2002 666 000 000 2019 2 265 000 000
2003 658 000 000 2020 N/D
Total 27 553 000 000

Referências

  1. «Exterior:Egito». Folha de S.Paulo, ano 67, edição 21361, página 16. 27 de setembro de 1987. Consultado em 6 de julho de 2021 
  2. «Passenger Services». Cairo Metro. Consultado em 6 de julho de 2021 
  3. «Kinds of Violations and Fines in Metro Lines». Cairo Metro. Consultado em 6 de julho de 2021 
  4. a b c Salama, Saiyed (1987). Metro Al Anfaq. [S.l.]: Beirute: Dar Al Maaref. 158 páginas. ISBN 9789770221556 
  5. APN (4 de outubro de 1966). «Metrô do Cairo». A Luta Democrática, ano XIII , edição 3880, página 8/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 4 de julho de 2021 
  6. «Cairo Metro: Egypt». Systra. Consultado em 4 de julho de 2021 
  7. «Sadat, otimista, acredita na paz». Folha de S.Paulo, ano LIV, edição 16760, página 2. 30 de janeiro de 1975. Consultado em 4 de julho de 2021 
  8. João Pinheiro Neto (20 de janeiro de 1980). «Estoques estratégicos:Mais um metrô». Tribuna da Imprensa, ano XXX, edição 9269, página 9/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 9 de julho de 2021 
  9. UPI (25 de novembro de 1982). «Mitterrand discute sobre o Líbano». Diário de Natal, ano XLIII, edição 1632, página 9/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. Consultado em 9 de julho de 2021 
  10. «Milestones in the history of Siemens in Egypt» (PDF). Siemens. 2018. Consultado em 9 de julho de 2021 
  11. «Greater Cairo Metro, Egypt». Heidelberg AG. Consultado em 9 de julho de 2021 
  12. «Line 1: The Underground Metro projects previously executed». Egypt National Authority for Tunnels. Consultado em 9 de julho de 2021 
  13. «Cairo Metro: Egypt». Systra. Consultado em 6 de julho de 2021 
  14. a b «National Authority for Tunnel». Consultado em 19 de junho de 2009. Arquivado do original em 25 de abril de 2009 
  15. National Authority for Tunnels. «Metro Line 2». Moovit -. Consultado em 4 de junho de 2019 
  16. National Authority for Tunnels. «Metro Line 1». Moovit -. Consultado em 4 de junho de 2019 
  17. «Egito vê fogo sob as brasas». Jornal do Brasil, ano CVI, edição 177, página 16/republicado pela Biblioteca Nacional-Hemeroteca Digital Brasileira. 2 de outubro de 1996 
  18. National Authority for Tunnels. «Metro Line 2». Moovit -. Consultado em 4 de junho de 2019 
  19. «Opening of Phase 1 of Line 3 of the Cairo metro». Vinci. 22 de fevereiro de 2012. Consultado em 6 de julho de 2021 
  20. National Authority for Tunnels. «Metro Line 3». Moovit -. Consultado em 4 de junho de 2019 
  21. a b c «Cairo,Egypt Cairo Metro Line No.1-No.2-No.3». Kinki Sharyo. Consultado em 9 de julho de 2021 
  22. a b c d Semaf. «Subway Metro». Arab Organization for Industrialization. Consultado em 9 de julho de 2021 
  23. «Mitsubishi Corporation, Kinki Sharyo and Toshiba Receive Rolling Stock Order For Cairo Metro». Mitsubishi Corporation. 18 de agosto de 2010. Consultado em 9 de julho de 2021 
  24. Keith Barrow (4 de agosto de 2016). «Hyundai Rotem completes Cairo metro train deliveries». International Railway Journal. Consultado em 9 de julho de 2021 
  25. Lee Eun-joo (26 de maio de 2020). «Hyundai Rotem delivers first 8 cars for Cairo metro Line 3». Pulse by Maeil Business News Korea. Consultado em 9 de julho de 2021 
  26. Cairo Metro (2020). «Statistics». Internet Archive. Consultado em 9 de julho de 2021 

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outros ficheiros sobre Metro do Cairo
Ícone de esboço Este artigo sobre Metropolitanos é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.