Meu Passado Me Condena 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Meu Passado Me Condena 2
 Brasil
2015 •  cor •  108 min 
Direção Júlia Rezende
Produção Mariza Leão
Erica Iootty
Produção executiva Heloisa Rezende
Roteiro Tati Bernardi
Leandro Muniz
Patricia Corso
Elenco Fábio Porchat
Miá Mello
Inez Vianna
Marcelo Valle
Ricardo Pereira
Mafalda Rodiles
Antonio Pedro
Rafael Queiroga
Gênero comédia romântica
Companhia(s) produtora(s) Atitude Produções
Globo Filmes
Paris Filmes
Multishow
RioFilme
Distribuição Downtown Filmes
Paris Filmes
Lançamento 2 de julho de 2015
Idioma português
Receita 32,7 milhões
Cronologia
Meu Passado Me Condena (2013)
Site oficial

Meu Passado Me Condena 2 é um filme de comédia brasileiro, dirigido por Júlia Rezende e estrelado por Fábio Porchat e Miá Mello, e lançado nos cinemas brasileiros em 2 de julho de 2015.[1]

Sinopse[editar | editar código-fonte]

A vida de recém-casados de Fábio (Fábio Porchat) e Miá (Miá Mello) cai na rotina quando as diferenças, que não são poucas, precisam ser enfrentadas. Após Fábio esquecer o terceiro aniversário de casamento, Miá decide pedir um tempo. Quando o avô de Fábio, que mora em Portugal, lhe comunica que ficou viúvo, ele enxerga nessa viagem para o funeral uma oportunidade de salvar seu casamento.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

Produção[editar | editar código-fonte]

O filme começou a ser gravado em novembro de 2014; as primeiras cenas foram rodadas em Portugal.[3] O elenco partiu do Rio de Janeiro para a Europa, onde rodaram as primeiras filmagens, e terminaram em dezembro de 2014 no Rio de Janeiro.[4]

Recepção[editar | editar código-fonte]

Meu Passado Me Condena 2 teve recepção geralmente desfavorável por parte da crítica especializada. Com base de 12 revisões da imprensa, alcançou uma pontuação de 2,0 no AdoroCinema.[5]

Da Folha de S.Paulo, Alexandre Agabiti Fernandez publicou uma avaliação negativa, dizendo: "Com uma história frouxa, personagens caricatos, roteiro sem ousadia, piadas estereotipadas e uma direção no piloto automático, o filme afunda na mediocridade."[5]

Do Cinema com Rapadura, David Arrais: "Curiosamente, os poucos momentos em que é possível dar alguma risada são aqueles em que os atores, principalmente Porchat, parecem livres para trabalhar com o que tem de melhor, o improviso. Até mesmo o veteraníssimo comediante Antônio Pedro parece engessado com o fraco material que tem nas mãos."[5]

Do Jornal O Globo, Daniel Schenker: "As poucas diferenças não favorecem esse novo (?) filme. O registro de humor bate na tela de forma mais exagerada, o roteiro reúne situações previsíveis, e a mensagem final é dispensável."[5]

Em análise para o CineClick, Edu Fernandes deu uma avaliação positiva: "Além dos bons temas, o roteiro procura por soluções dramáticas criativas que não sejam tão parecidas com as usadas em filmes e seriados estadunidenses, mas que também não sejam tão esdrúxulas a ponto de causar estranhamento".[5]

Do Cineweb, Alysson Oliveira deu um comentário negativo: "O fiapo de narrativa que gruda uma cena à outra faz parecer uma sitcom de televisão alongada – excessivamente alongada, aliás, sem assunto para se sustentar em quase duas horas."[5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Agenda de estreias - 2 julho 2015». AdoroCinema. Consultado em 2 de julho de 2015 
  2. «Meu Passado Me Condena 2». AdoroCinema. Consultado em 2 de julho de 2015 
  3. «'Meu passado me condena 2': elenco dança música da Banda do Mar; veja». G1. 29 de junho de 2015. Consultado em 2 de julho de 2015 
  4. Francisco Russo (29 de novembro de 2014). «Exclusivo: Fábio Porchat e Miá Mello em fotos da comédia Meu Passado Me Condena 2». AdoroCinema. Consultado em 26 de março de 2013 
  5. a b c d e f «Meu Passado Me Condena 2 - Críticas da imprensa». AdoroCinema. Consultado em 22 de setembro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]