Micarande

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde abril de 2017)
Por favor, melhore este artigo introduzindo notas de rodapé citando as fontes, inserindo-as no corpo do texto quando necessário.
Ambox important.svg
Este artigo ou seção parece estar escrito em formato publicitário ou apologético.
Por favor ajude a reescrever este artigo para que possa atingir um ponto de vista neutro, evitando assim conflitos de interesse.
Para casos explícitos de propaganda, em que o título ou todo o conteúdo do artigo seja considerado como um anúncio, considere usar {{spam}}, regra n° 6 da eliminação rápida.
Micarande
'Sacudindo Campina'
Período de atividade 1989 - 2008
Local(is) Campina Grande, Paraiba
Página oficial [1]

A Micarande foi a primeira micareta realizada fora do estado da Bahia. O evento ocorria durante o mês de abril na cidade de Campina Grande. Era considerado um dos maiores carnavais fora de época do Brasil. A última edição do evento ocorreu em 2008.

História[editar | editar código-fonte]

A primeira edição da festa foi realizada em 21 de abril de 1989, nas margens do Açude Velho em Campina Grande, quando um grupo de foliões vestindo mortalhas com um Galo de Campina estampado saiu em direção ao Parque do Povo puxado pelo forrozeiro Biliu de Campina acompanhado por uma orquestra de frevo. No Parque do Povo o Galo de Campina se encontrou com o Bloco da Saudade, formado por foliões vestindo fantasias tradicionais dos antigos carnavais. Assim nasceu a Micarande.

A Micarande tinha 4 dias oficiais de festa, com início em uma quinta-feira e termino no domingo. Entretanto, durante vários anos da festa o Bloco Saci Teen fazia uma prévia um domingo antes da abertura oficial, sendo puxado tradicionalmente pela banda baiana Harmonia do Samba, arrastando uma multidão de folões da Avenida Brasília até o Parque do Povo. Também era tradição na segunda-feira após o fim da Micarande a saída do Bloco Zé Pereira, que tinha um trio elétrico puxado por bandas de frevo.

Estrutura[editar | editar código-fonte]

Na parte superior do Parque do Povo eram montados uma grande estrutura com camarotes e arquibancadas onde acontece a apoteose da festa. Nos últimos anos do evento, um palco também foi montado para apresentações de artistas nacionais e regionais após o fim da passagem dos blocos. No corredor da folia (parte inferior do Parque do Povo, eram montados também camarotes e arquibancadas.

Para garantir a segurança dos foliões, cada bloco desfila com o número máximo de 4.000 pessoas, entre associados e convidados. Cada bloco disponibiliza conta com uma estrutura de trio elétrico, carro de apoio e uma UTI móvel com equipe especializada em atendimento de emergência.

Blocos Que Fizeram Parte da Micarande[editar | editar código-fonte]

  • A Barca
  • Alô Você
  • As Virgens
  • Batata
  • Beijo
  • Cerveja & Côco
  • Ciclone
  • Côco Bambu
  • Coyote Maluco
  • Eu & Você
  • Eva
  • Fuzarca
  • Galo de Campina
  • Havaianas
  • Pike
  • Pike-Nike
  • Pipokinha - Maravilha
  • Piu-Piu Amarelinho (Infantil)
  • Saci Teen
  • Spazzio
  • Spazzito
  • Se Ligue!
  • Timbalada O Bloco
  • Uau!

Atrações Que Fizeram Parte da Micarande[editar | editar código-fonte]