Michael Burnham

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Michael Burnham
Sonequa Martin-Green, a intérprete de Michael Burnham.
Aparições
Gênero(s) Feminino

Michael Burnham é uma personagem fictícia e protagonista da série televisiva de ficção científica Star Trek: Discovery.[1] Interpretada pela atriz estadunidense Sonequa Martin-Green,[1][2] ela originalmente aparece como Primeira Oficial da USS Shenzhou sob o comando da Capitã Philippa Georgiou (Michelle Yeoh) até ser presa por motim.[3] Após seis meses em prisão, Burnham é recrutada pelo Capitão Gabriel Lorca (Jason Isaacs) e passa a tripular na USS Discovery como Especialista de Ciência.[3] A personagem é introduzida como uma antropóloga que promove pesquisas sobre novas raças e culturas em nome da Frota Estelar.[3]

Burnham é a segunda mulher negra a protagonizar uma série televisiva da franquia Star Trek, assim como a primeira protagonista que não é capitã de uma nave da Frota Estelar. Contudo, acaba assumindo o comando da ISS Shenzhou no universo paralelo. Bryan Fuller desenvolveu a personagem com base no impacto cultural da performance de Nichelle Nichols como Nyota Uhura e nas biografias de Mae Jemison e Ruby Bridges.[4] Conforme o desenvolvimento do enredo, Burnham é revelada como irmã adotiva de Spock (Leonard Nimoy), tendo sido adotada por Sarek quando seus pais foram mortos pelos Klingons.[5]

A personagem levantou controvérsia sobre a decisão de Fuller em relacioná-la com a família de Spock.[6][7] Houve também uma controvérsia em escalar uma protagonista afro-americana, que levou a diversos debates nos setores da imprensa. Contudo, o desenvolvimento da personagem têm sido altamente elogiado pela crítica especializada, com destaque para a atuação de Martin-Green.

Referências

  1. a b «Star Trek Discovery: Sonequa Martin-Green Cast as the Lead». Deadline. 26 de dezembro de 2016 
  2. Saunders, Tristram Fane (14 de novembro de 2017). «Sonequa Martin-Green interview: 'You can't love Star Trek and think diversity sucks'». The Telegraph. Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  3. a b c «Star Trek: Discovery storyline revealed». Entertainment Weekly. 26 de junho de 2017. Consultado em 29 de janeiro de 2018 
  4. «Astronaut Mae Jemison on Star Trek: The Next Generation». The Mary Sue. 13 de março de 2015 
  5. Tanswell, Adam; Mitchell, Bea (19 de setembro de 2017). «Star Trek: Discovery will explain why Spock never mentioned his adopted sister». DigitalSpy 
  6. Gartenberg, Chaim (25 de outubro de 2017). «Does continuity matter for Star Trek: Discovery?». The Verge 
  7. «'Star Trek: Discovery': Explaining the link to classic Trek». CNET. 7 de janeiro de 2018. Consultado em 29 de janeiro de 2018