Michael Crichton

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Michael Crichton
Michael Crichton em 2002
Nome nativo John Michael Crichton
Nascimento 23 de outubro de 1942
Chicago, IL, Estados Unidos
Morte 4 de novembro de 2008 (66 anos)
Los Angeles, CA, Estados Unidos
Nacionalidade estadunidense
Cidadania Estados Unidos
Cônjuge Joan Radam (1965–1970)
Kathy St. Johns (1978–1980)
Suzanne Childs (1981–1983)
Anne-Marie Martin (1987–2003)
Sherri Alexander (2005–2008; sua morte)
Filho(s) 2
Alma mater Harvard Medical School, Universidade Harvard, Harvard College
Ocupação roteirista, produtor cinematográfico, diretor de cinema, romancista
Prêmios Prêmio Edgar
Empregador Universidade de Chicago, Universidade de Cambridge
Obras destacadas Jurassic Park
Religião deísmo
Causa da morte linfoma
Página oficial
http://www.michaelcrichton.com/
Assinatura
[[File:Michael Crichton signature circa 1993.png|frameless]]

John Michael Crichton (Chicago, 23 de outubro de 1942Los Angeles, 4 de novembro de 2008[1]) foi um autor, roteirista, diretor de cinema, produtor e ex-médico estadunidense mais conhecido por seu trabalho nos gêneros de ficção científica, ficção médica e thriller. Seus livros já venderam mais de 200 milhões de cópias em todo o mundo e muitos foram adaptados em filmes.

Em 1994, Crichton tornou-se o único artista criativo a ter obras simultâneas no topo da televisão (ER), cinema (Jurassic Park) e vendas de livros (Disclosure) dos Estados Unidos.[2] Seu gênero literário pode ser descrito como thriller tecnológico, que é, geralmente, a união de ação e de detalhes técnicos. Seus romances muitas vezes exploram a tecnologia e as falhas da interação humana com ela, especialmente resultando em catástrofes com biotecnologia.

Muitos de seus romances têm termos médicos ou científicos, refletindo seu treino médico e científico — Crichton era formado em medicina pela Harvard Medical School. Escreveu, entre outras obras, The Andromeda Strain (1969), Congo (1980), Sphere (1987), Travels (1988), Jurassic Park (1990), Rising Sun (1992), Disclosure (1994), The Lost World (1995), Airframe (1996), Timeline (1999), Prey (2002), State of Fear (2004), Next (2006, o último livro publicado antes de sua morte), Pirate Latitudes (2009), um techno-thriller incompleto, Micro, que foi publicado em novembro de 2011, e Dragon Teeth, um romance histórico ambientado durante a "guerra dos ossos", que foi publicado em todo o mundo em maio de 2017.[3] Crichton faleceu no dia 4 de novembro de 2008 por conta de um linfoma.[4]

Obras de ficção[editar | editar código-fonte]

Ano Título Original Título no Brasil Pseudônimo Adaptado ao cinema
1966 Odds On - John Lange Não
1967 Scratch One - John Lange Não
1968 A Case of Need - Jeffery Hudson; lançado novamente sob o nome de Michael Crichton em 1993 Sim: The Carey Treatment (1992)
1968 Easy Go - John Lange Não
1969 The Andromeda Strain O Enigma de Andrômeda Não Sim: The Andromeda Strain
1969 The Venom Business - John Lange Não
1969 Zero Cool - John Lange Não
1970 Dealing: Or the Berkeley-to-Boston Forty-Brick Lost-Bag Blues - Michael Douglas Sim: Dealing: Or the Berkeley-to-Boston Forty-Brick Lost-Bag Blues (filme)
1970 Drug of Choice - John Lange Não
1970 Grave Descend - John Lange Não
1972 Binary - John Lange Sim; Pursuit (1972)
1972 The Terminal Man O Homem Terminal Não

Filmes e televisão[editar | editar código-fonte]

Crichton escreveu e dirigiu diversos filmes:

Livros de Crichton adaptados por outros:

Crichton também foi produtor executivo e criador da telessérie ER (conhecida no Brasil como Plantão Médico e em Portugal como Serviço de Urgências).

Referências

  1. «'Jurassic' author, 'ER' creator Crichton dies». CNN. 5 de novembro de 2008 
  2. «Michael Crichton: Novelist and screenwriter responsible for 'Jurassic Park', 'Westworld' and the TV series 'ER'». The Daily Telegraph. Londres. 10 de novembro de 2008. Consultado em 18 de dezembro de 2008 
  3. Rich, Motoko (5 de abril de 2009). «Posthumous Crichton Novels on the Way». The New York Times. Consultado em 18 de julho de 2009 
  4. «Jasper Johns' "Flag" brings record price at auction of Michael Crichton's estate». Culture Monster. 11 de maio de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Michael Crichton
Wikiquote
O Wikiquote possui citações de ou sobre: Michael Crichton
Ícone de esboço Este artigo sobre um cineasta é um esboço relacionado ao Projeto Entretenimento. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.