Michael Frontzeck

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Michael Frontzeck
Michael Frontzeck 2013 5.jpg
Informações pessoais
Nome completo Michael Frontzeck
Data de nasc. 23 de março de 1964 (55 anos)
Local de nasc. Mönchengladbach,  Alemanha Ocidental
Altura 1,84 m
Informações profissionais
Equipa atual Alemanha Hannover 96
Posição Treinador (Ex-lateral esquerdo)
Clubes de juventude
1971–1979
1979–1982
Alemanha Ocidental SpVgg Odenkirchen
Alemanha Ocidental Borussia Mönchengladbach
Clubes profissionais
Anos Clubes Jogos (golos)
1982–1989
1989–1994
1994–1995
1995
1995–1997
1997–1999
1999–2000
Alemanha Ocidental Borussia Mönchengladbach
Alemanha Ocidental/Alemanha VfB Stuttgart
Alemanha Bochum
Alemanha Borussia Mönchengladbach
Inglaterra Manchester City
Alemanha SC Freiburg
Alemanha Borussia Mönchengladbach
190 (17)
163 (16)
28 (2)
8 (0)
23 (0)
61 (3)
40 (1)
Seleção nacional
1984–1986
1984–1992
Alemanha Ocidental Alemanha Ocidental sub-21
Alemanha Ocidental/Alemanha Alemanha Ocidental/Alemanha
6 (0)
19 (0)
Times/Equipas que treinou
2000–2003
2004–2005
2006–2007
2008–2009
2009–2011
2002–2013
2015–
Alemanha Borussia Mönchengladbach (auxiliar-técnico)
Alemanha Hannover 96 (auxiliar-técnico)
Alemanha Alemannia Aachen
Alemanha Arminia Bielefeld
Alemanha Borussia Mönchengladbach
Alemanha St. Pauli
Alemanha Hannover 96


33
53
61
41
1

Michael Frontzeck (Mönchengladbach, 23 de março de 1964) é um ex-futebolista e treinador de futebol alemão que atuava como lateral-esquerdo.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Frontzeck jogou a maior parte de sua carreira no Borussia Mönchengladbach, onde chegou em 1979 para atuar nas categorias de base. Promovido em 1982, realizou 190 partidas e marcou 17 gols até 1989. Neste ano, assinou com o VfB Stuttgart, onde atuou em 163 jogos.

Passou ainda por Bochum (1994-95, 28 jogos e 2 gols), Borussia Mönchengladbach (segunda passagem em 1995, 8 partidas) e Manchester City (1995-97, 23 jogos), única equipe não-alemã onde jogou, mas sem êxito. Reergueu-se no SC Freiburg, onde atuou entre 1997 e 1999, até encerrar sua carreira em 2000, depois de realizar 40 jogos em sua terceira passagem pelo Borussia Mönchengladbach.

Treinador[editar | editar código-fonte]

Após exercer funções de auxiliar-técnico no Mönchengladbach e no Hannover 96 entre 2000 e 2005, Frontzeck estreou como técnico em setembro de 2006, no Alemannia Aachen,[1] onde não conseguiu evitar a queda do time para a segunda divisão e optou em sair ao final da temporada.[2]

Comandou ainda o Arminia Bielefeld entre 2008 e 2009 (53 jogos),[3] o Borussia Mönchengladbach, entre 2009 e 2011 (61 partidas)[4] e o St. Pauli, entre 2012 e 2013 (41 partidas)[5] antes de permanecer o ano de 2014 desempregado.

Em abril de 2015, Frontzeck retomou a carreira de técnico ao ser contratado pelo Hannover 96 para tentar evitar o rebaixamento do clube à segunda divisão, substituindo Tayfun Korkut.[6] Mesmo com a derrota por 2 a 1 para o Hoffenheim, o Hannover manteve-se na elite do futebol alemão, e o ex-lateral esquerdo foi efetivado no comando técnico da agremiação.[7]

Seleção[editar | editar código-fonte]

Frontzeck estreou pela então Alemanha Ocidental em 1984, mas não foi convocado para as Copas de 1986 e 1990, nem para a Eurocopa de 1988.

A única competição internacional disputada por ele foi a Eurocopa de 1992, onde a Alemanha foi vice-campeã. Com a camisa do Nationalelf, o lateral-esquerdo atuou em 19 jogos.

Referências

  1. «Frontzeck macht's mit Meijer» (em alemão). kicker. 13 de setembro de 2006. Consultado em 22 de julho de 2014 
  2. «Aus für "Auge" und Frontzeck» (em alemão). kicker. Consultado em 22 de julho de 2014 
  3. «Frontzeck übernimmt die Arminia». 15 de dezembro de 2007. Consultado em 22 de julho de 2014 
  4. «Frontzeck appointed Moenchengladbach coach». Reuters. 3 de junho de 2009. Consultado em 18 de fevereiro de 2013 
  5. «Neuer Trainer: St. Pauli holt Michael Frontzeck» (em alemão). Spiegel. 3 de outubro de 2012. Consultado em 5 de outubro de 2012 
  6. Wöckener, Lutz (20 de abril de 2015). «Frontzeck kommt als Fünf-Bis-Sieben-Spiele-Trainer» (em alemão). Die Welt. Consultado em 20 de abril de 2015 
  7. «Schipplock vermiest Frontzeck das Debüt» (em alemão). kicker. 25 de abril de 2015. Consultado em 25 de abril de 2015 
Ícone de esboço Este artigo sobre um treinador de futebol é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.