Michael Shellenberger

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Michael Shellenberger
Michael Shellenberger.jpg
Biografia
Nascimento
Cidadania
Alma mater
Earlham College (en)
Greeley Central High School (en)
Atividade
Outras informações
Empregador
Breakthrough Institute (en)
Área de trabalho
Religão
Género artístico
Website
Distinção
Heroes of the Environment (en)

Michael Shellenberger (nascido em 1971) é um ativista climático e autor norte-americano, co-fundador do Breakthrough Institute e fundador da organização ambiental Environmental Progress. Ele foi nomeado um dos Heróis do Meio-Ambiente pela revista Time (2008) [1] e foi vencedor do Green Book Award de 2008.[2] Ele e seu co-autor Ted Nordhaus foram descritos como "modernistas ecológicos"[3] e "eco-pragmáticos".[4] Em 2015, Shellenberger juntou-se a 18 outros autodenominados "ecomodernistas" para ser coautor de "Um Manifesto Ecomodernista".[5] Em 30 de novembro de 2017, ele anunciou durante uma conferência do New York Times que se candidataria ao cargo de Governador da Califórnia em 2018.[6][7] Shellenberger é o autor de Apocalypse Never: Why Environmental Alarmism Hurts Us All (2020).[8] Shellenberger é favorável à adoção da energia nuclear para ajudar a combater o aquecimento global.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

Os primeiros escritos e ativismo de Shellenberger se concentraram na América Latina e ele foi apresentado ao ativismo e à ação política direta por ter sido criado como menonita.[9] Esse trabalho incluiu a fundação de uma filial da Anistia Internacional no ensino médio em Greeley, Colorado, e o debate sobre a política latino-americana, para a qual participou do Campeonato da Liga Forense Nacional. Ele viajou e trabalhou na América Latina nas décadas de 1980 e 1990.[10]

Breakthrough Institute[editar | editar código-fonte]

Shellenberger foi presidente e membro sênior da organização ambiental Breakthrough Institute, que ele co-fundou com Ted Nordhaus em 2003.[11] Hoje, o Breakthrough Institute consiste de uma equipe de políticas públicas, uma conferência anual, um jornal de política e uma rede de bolsistas afiliados.[12][13][14] As análises do Breakthrough Institute sobre energia, clima e política de inovação foram citadas pela National Public Radio[15] o Wall Street Journal[16] e a C-SPAN.[17]

Environmental Progress[editar | editar código-fonte]

Em fevereiro de 2016, foi revelado que Shellenberger havia renunciado a sua posição como presidente do Breakthrough Institute para dirigir uma nova organização, Environmental Progress. A organização esteve envolvida em diversas campanhas para impedir o fechamento de usinas de energia nuclear, como a usina Diablo Canyon na Califórnia e diversas usinas nucleares no estado de Illinois.

Posição sobre energia renovável[editar | editar código-fonte]

Em 2017, Shellenberger disse em uma entrevista ao The Australian: "Como a maioria das pessoas, comecei bastante antinuclear. Mudei de ideia quando percebi que não é possível alimentar uma economia moderna com energia solar e eólica. . . Tudo o que eles fazem é tornar o sistema elétrico caótico e fornecer uma solução verde para os combustíveis fósseis."[18]

Referências

  1. Walsh, Bryan (24 de setembro de 2008). «Heroes of the Environment 2008». Time (em inglês). ISSN 0040-781X. Consultado em 26 de abril de 2018 
  2. «Stevens' Center for Science Writings honors environmental critics with Green Book Award». EurekAlert!. 9 de janeiro de 2008. Consultado em 26 de abril de 2018 
  3. Pearce, Fred (15 de julho de 2013). «New Green Vision: Technology As Our Planet's Last Best Hope». E360 (em inglês). Yale. Consultado em 26 de abril de 2018 
  4. Kloor, Keith (12 de dezembro de 2012). «The Great Schism in the Environmental Movement». Slate (em inglês). ISSN 1091-2339. Consultado em 26 de abril de 2018 
  5. «A manifesto for a Good Anthropocene». An Ecomodernist Manifesto. Consultado em 26 de janeiro de 2016 
  6. «Untying the Nuclear Knot». You tube. 30 de novembro de 2017. Consultado em 26 de abril de 2018 
  7. R. Baker, David (30 de novembro de 2017). «Pro-nuke activist from Berkeley to run for California governor». SF Gate. Consultado em 26 de abril de 2018 
  8. Shellenberger, Michael (30 de junho de 2020). Apocalypse Never: Why Environmental Alarmism Hurts Us All. HarperCollins. New York City, NY: [s.n.] ISBN 978-0-06-300169-5 
  9. Shellenberger, Michael (21 de novembro de 2017). «Why I changed my mind about nuclear power: Transcript of Michael Shellenberger's TEDx Berlin 2017» 
  10. Sharon, Dunn (17 de fevereiro de 2013). «Greeley Central High School graduate waxes philosophic on energy». The Tribune (em inglês). Consultado em 26 de abril de 2018 
  11. Barringer, Felicity (6 de fevereiro de 2005). «Paper Sets Off a Debate on Environmentalism's Future». The New York Times (em inglês). ISSN 0362-4331. Consultado em 26 de abril de 2018 
  12. Garofoli, Joe (16 de junho de 2011). «Thinkers take liberalism apart in order to save it». SFGate. Consultado em 26 de abril de 2018 
  13. Schmitt, Mark (30 de junho de 2011). «Breakthrough Journal: Has Liberalism Entered a Post-Obama Era?». New Republic. Consultado em 26 de abril de 2018 
  14. «About». Thebreakthrough.org (em inglês). Consultado em 26 de abril de 2018 
  15. Joyce, Christopher (11 de março de 2012). «Nuclear Woes Push Japan Into A New Energy Future». NPR (em inglês). Consultado em 26 de abril de 2018 
  16. B White, Joseph (27 de janeiro de 2011). «Obama's Energy Shift: It's Not About Climate». The Wall Street Journal (em inglês). Consultado em 26 de abril de 2018 
  17. «Role Government Energy Innovation, May 22 2012 | Video | C-SPAN.org». C-SPAN.org (em inglês). Consultado em 26 de abril de 2018 
  18. «Nuclear the 'only option' to replace coal and gas: Michael Shellenberger». Theaustralian.com.au. Consultado em 14 de setembro de 2017