Microexpressão

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Contrações musculares da face via estímulo elétrico (em Mécanisme de la Physionomie Humaine, 1862) de Guillaume-Benjamin Duchenne

A microexpressão (pré-AO 1990: micro-expressão) é uma expressão facial involuntária mostrada na face do ser humano, quando este tenta esconder uma emoção1 . Elas costumam ocorrer em situações de tensão, onde as pessoas têm algo a perder ou a ganhar. Diferentemente das expressões faciais normais, é difícil disfarçar uma micro expressão.

Segundo o psicólogo norte-americano Paul Ekman as sete emoções universais são: nojo, raiva, medo, tristeza, alegria, surpresa e desprezo.2 No entanto, Paul Ekman expandiu sua lista de emoções básicas, incluindo uma gama de emoções positivas e negativas dos quais nem todas são codificadas nos músculos faciais. Estas emoções são: diversão, desprezo, excitação, culpa, orgulho, alívio, satisfação, prazer e vergonha. Tais expressões duram por volta de um quinto de segundo.

Tipos[editar | editar código-fonte]

Comuns

Aparecem quando as pessoas tentam deliberadamente ocultar suas emoções (ou inconscientemente reprimir suas emoções), visível apenas a pessoas treinadas.

Sutis

São "mini" movimentos faciais que muitas vezes aparecem em apenas uma região do rosto: as sobrancelhas, pálpebras, bochechas, nariz ou boca. Esses pequenos movimentos podem ocorrer quando uma emoção começa gradualmente. O indivíduo apresenta uma expressão tão leve pode não ter ainda percebido que ele ou ela é mesmo um sentimento de emoção.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Freitas-Magalhães, A. (2012). Microexpression and macroexpression. In V. S. Ramachandran (Ed.), Encyclopedia of Human Behavior (Vol. 2, pp.173-183). Oxford: Elsevier/Academic Press. ISBN 978-008-088-575-9x
  2. P. Ekman, “Facial Expressions of Emotion: an Old Controversy and New Findings”, Philosophical Transactions of the Royal Society, London, B335:63-69, 1992