Microvilosidade

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Microvilosidade é a projeção microscópica da membrana celular.

São projeções, extensões da membrana plasmática, encontrada em células de absorção, como as células intestinais que auxiliam na absorção de nutrientes, tem formato de dedos de luva e o material citoplasmático contém feixes de microfilamentos de actina dispostos paralelamente, que auxiliam na sua estruturação. Por exemplo, as microvilosidades estão presentes na superfície apical (domínio apical) das células que compõe o epitélio do intestino delgado humano e servem para aumentar a superfície de absorção dos alimentos, são eles: Glicídeos (açúcares e amidos), os Lipídeos (óleos e gorduras) e finalmente as Proteínas (carnes e derivados e leite). Ao microscópio de luz, as microvilosidades são denominadas planura estriada (nas células com origem a partir do endoderme) ou "borda em escova" (nas células de origem mesodérmica).

Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade. Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

A ponta da microvilosidade é constituída por substância amorfa, onde está imerso a extremidade (+) da actina, e a extremidade (-) está conectada ao córtex. Os feixes de filamentos de actina são dispostos paralelamente, interligados pela proteína vilina, que possui dois sítios de ligação. Os feixes laterais estão ligados a membrana plasmática através da miosina I.

Ícone de esboço Este artigo sobre Biologia celular é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

As microvilosidades se localizam no intestino delgado.