Midna

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Este artigo não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde março de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Midna
Nome no Japão Midona (ミドナ)
Série de jogos The Legend of Zelda
Primeiro jogo The Legend of Zelda: Twilight Princess
Designer Shigeru Miyamoto
Dublador em inglês Akiko Koumoto
Informações pessoais
Sexo Feminino
Alinhamento bem
Raça Twili
Terra natal Twilight Realm
Habilidade especial Teletransporte, campo de energia, levitação
Arma Campo de energia e sombras fundidas
Portal Games

Midna (ミドナ, Midona?) é uma dos personagens principais de The Legend of Zelda: Twilight Princess. A própria Midna é citada no título do jogo, já que ela é a verdadeira Princesa do Crepúsculo. Ela ajuda Link, o personagem principal a recolher as sombras fundidas e posteriormente os pedaços do Espelho do Crepúsculo na esperança de derrotar Zant e Ganondorf, os dois antagonistas principais do jogo.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Gtk-paste.svg Aviso: Este artigo ou se(c)ção contém revelações sobre o enredo.

O início[editar | editar código-fonte]

Antes dos acontecimentos do jogo, Midna é a próxima na sucessão do trono do Twilight Realm. Um dos servos da família real, Zant, se vê abandonado pela realeza por ele não receber o título. Zant então encontra Ganondorf que lhe dá um grande poder para fazer o que desejasse, desde que o ajude na missão de conquistar Hyrule. Zant usurpa o trono de Midna e a transforma em um pequeno ser amaldiçoado (essa forma é vista em quase todo o jogo) e começa a tornar Hyrule uma terra de sombras. Desesperada, Midna foge e encontra Link, que também é amaldiçoado por um ser das sombras que o transforma em lobo. Segundo uma antiga lenda dos Twili, a "salvação" sempre viria em forma de fera, de modo que Midna segue Link Lobo até a sua prisão, em Hyrule Castle. Midna ajuda Link a escapar e o guia até uma pessoa muito especial, não muito longe dali. Essa pessoa é, nada mais, nada menos, que a Princesa Zelda, que os aconselha a procurar objetos conhecidos como "sombras fundidas", a única forma de derrotar Zant.

As sombras fundidas[editar | editar código-fonte]

Midna e Link conseguem as quatro sombras fundidas (uma delas é o próprio capacete de Midna) e reviver os espíritos de luz, seres capazes de dar luz a Hyrule. Porém, Zant encontra-os pessoalmente e recupera as sombras fundidas, transformando Link novamente em lobo e quase matando Midna, devido à exposição à luz do espírito Lanayru.

O Espelho do Crepúsculo[editar | editar código-fonte]

Link leva Midna até Zelda, que consegue reviver a princesa do crepúsculo dando-lhe o poder de viver no mundo de luz. Consequentemente, Zelda desaparece e pede a Link e Midna encontrarem a Espada Mestra, a lendária "lâmina que o mal não pode tocar". Após conseguirem a Espada Mestra, Midna lembra Link que eles podem ir ao Twilight Realm derrotar Zant com a ajuda de outro objeto importante para os dois mundos: o Espelho do Crepúsculo. Após chegarem no local onde o espelho estaria, eles encontram os antigos sábios de Hyrule que revelam que Zant partiu o espelho em quatro partes e espalhou três delas em Hyrule. Os sábios também explicam a origem do poder de Zant, e contam que Ganondorf conseguiu se libertar alguns anos atrás da sentença de morte que lhe foi dada (ver The Legend of Zelda: Ocarina of Time).

Batalha contra Zant[editar | editar código-fonte]

Link e Midna encontram os pedaços do espelho e viajam ao Twilight Realm, mais precisamente ao Palace of Twilight, onde o Rei Usurpador Zant impera. Midna consegue matar Zant com uma pequena fração do poder das sombras funidas que, antes de morrer, revela que a maldição de Midna só pode ser quebrada ao destruir a fonte do poder dele, ou seja, Ganondorf, que foi reencarnado e, possivelmente, ressuscitaria Zant, caso algo tivesse acontecido.

A batalha Final[editar | editar código-fonte]

Os dois voltam para Hyrule e entram no Castelo onde encontram Zelda desacordada e o Grande Rei do Mal. Após devolver a luz necessária para trazer Zelda à vida novamente, Midna usa o poder das sombras fundidas para confrontar com Zant, que a derrota facilmente. Link derrota Ganondorf e, com a ajuda dos espíritos de Luz, Midna ressuscita em sua forma original.

O adeus[editar | editar código-fonte]

No final, Midna dá adeus a Link e Zelda, já que ela tem que voltar para governar o seu povo. Após o adeus, Midna quebra o Espelho do Crepúsculo definitivamente (apenas o verdadeiro líder Twili é capaz disso), destruindo assim, a ligação entre os dois mundos.

Gtk-paste.svg Aviso: Terminam aqui as revelações sobre o enredo.