Midnight (Forgotten Realms)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Midnight
Personagem fictícia de Dungeons & Dragons
Sexo Feminino
Idade 26
Morada Athalantar,
Vale das Sombras
Espécie Humana
Características Leal e neutro
Classe Mago 7
Universo Reinos Esquecidos

Midnigth é uma personagem fictícia do cenário de campanha Forgotten Realms do jogo Dungeons & Dragons.

História[editar | editar código-fonte]

Ela era conhecida como Ariel Manx, a segunda filha de Theus Manx. Theus era um mercador desprovido de sonhos e imaginação. Ele acreditava que somente o trabalho duro possibilitava em um pagamento honesto. Não tinha paciência para buscar atalhos na vida. Era um homem modesto com expectativas simples para seu futuro. Queria ter um único filho, mas aceitou as duas filhas que lhe foram concebidas pela sua esposa Paiyse.

Paiyse nada queria além do melhor para sua família. Constantemente preocupada com as finanças, a posição relativamente baixa da família na sociedade e suas falhas pessoais. Era uma mulher atraente e mãe devotada.

Rysanna, a filha mais velha, era a filha que todos os pais gostariam de ter. Sempre ajudava em casa e nos negócios de Theus, assumindo aos poucos a organização da família.

Ariel era um ano mais jovem e radicalmente diferente. O que não encontrava no mundo normal de seus pais, ela encontrava no mundo noturno das ruas. Na adolescência, ela tornou-se familiar entre os bardos, ladrões, feiticeiros e guerreiros da noite. Ela fez amigos, que a admiravam pelas sua beleza e espírito aventureiro. Seus amigos deram a ela o nome de Midnight, que ela imediatamente preferiu ao de Ariel.

Um namoro com o conjurador Tar deu a ela o primeiro gosto pela magia, que seria sua marca para toda sua vida. Ela tornou-se menos interessada na diversão e mais na busca de conhecimento e treinamento. Ela se tornou obcecada com esta nova procura.

Rysanna repudiava a confusão induzida pelo comportamento da irmã, mas estava intrigada com sua magia. Rysanna acabou recebendo uma parte do espírito independente da irmã e entendeu que a magia de Midnight era uma prova que existia mais na vida que seguir os desejos dos pais e ser cortejada por pretendentes. Rysanna decidiu secretamente estudar os textos mágicos de Midnight e suas parafernálias. Uma noite ela encontrou um intruso, Tar, que veio declarar seu amor à Midnight. Mesmo sem vê-lo, ouviu suas palavras e apaixonou-se. Um romance entre os dois seguiu-se, mas foi interrompido pelos pais de Rysana. Quando Midnight descobriu que Tar e Rysana tinham noivado e que seus pais não compreendiam como seria possível ter um mago como genro, resolveu deixar sua casa.

Ela foi servir à Mystra, deusa da magia. Prestou serviço em um templo até sua ansiedade tornar aquela vida insuportável. Por volta dos 21 anos, ela começou a sentir como se tivesse sendo observada e dirigida. Aquele sentimento a confortava. Sempre que isto acontecia os feitiços que estudava durante semanas rapidamente se concluíam e funcionavam sem problemas.

Midnight suspeitava que Mystra lhe dava alguma atenção especial, talvez a preparando para a posição de Magistrada. Sunlar, um alto sacerdote em do Templo de Mystra no Vale Profundo, demonstrou interesse me Midnight, e , sobre sua supervisão, o conhecimento dela em autodefesa foi refinado. Seu estudo em magia foi encorajado e recompensado também. Sunlar recusou a dizer a Midnight o motivo de seu interesse em tutorá-la. Este misterioso comportamento alimentou em Midnight a suspeita de que ela estava sendo preparada para um grande destino.

Midnight ficou quase um ano no templo de Vale Profundo, e quando chegou a hora de partir ela avaliou quanto tempo tinha permanecido no local e sentiu quase que como se uma força tivesse contido sua ânsia natural em vagar pelo mundo.

Pelos próximos três anos, Midnight devotou-se a Mystra e aprendeu cada informação sobre magia que pôde, mas ainda sentia que estava indo em um caminho errado. Se sustentou juntando-se ocasionalmente a grupos de mercenários, ou se passando como "leitora da sorte" em feiras circenses. Ainda estava confusa e se via como um peão esperando pelo lance certo no jogo. Aos 26 anos, o véu caiu. A crise dos deuses chegou. Midnight conheceu seus futuros aliados Adon, Kelemvor, e Cyric, quando eles procuravam um mago para uma missão que planejavam.

Midnight então tomou parte do Tempo das Perturbações, e com o grupo de aliados, cumpriu a missão de levar as Tábuas da Fé de volta ao Pai dos Deuses: Ao

Com a morte da deusa Mystra, Ao concedeu à Midnight o lugar como deusa da magia. Midnight aceitou, adotando para si o nome da antiga deusa, sendo hoje também conhecida como Mystra.

Referências[editar | editar código-fonte]

  • Hall of Heroes. [S.l.: s.n.] pp. 42,43 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Suplementos de jogo:

Romances: