Miguel Sanches Neto

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miguel Sanches Neto
Nascimento 24 de julho de 1965 (51 anos)
Bela Vista do Paraíso, Paraná
Residência Ponta Grossa, Paraná
Nacionalidade Brasil Brasileira
Ocupação Escritor, cronista, professor universitário
Principais trabalhos Chove sobre minha infância (2000),

Um amor anarquista (2005)
A primeira mulher (2008)
A máquina de madeira

Magnum opus O artifício obsceno: visitando a Polaquinha
Página oficial
twitter

Miguel Sanches Neto (Bela Vista do Paraíso - 1965) é um escritor, Professor universitário, e crítico literário paranaense. Responsável pela coluna semanal da Gazeta do Povo, de Curitiba, onde publica artigos sobre literatura. Também tem contribuído para outros veículos de comunicação como: O Estado de S. Paulo, Jornal da Tarde, Jornal do Brasil, República, Bravo!, Poesia Sempre e D`Pontaponta.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nascido no seio de uma família de agricultores de Bela Vista do Paraíso mas criado em Peabiru, pequenos municípios do interior do Paraná, o autor tornou-se um dos mais importantes críticos literários contemporâneos do país. Além de ser docente da UEPG, com título de doutorado em Teoria Literária pela Unicamp, escreve para a Gazeta do Povo e a Revista Carta Capital.

Embora o gosto por escrever venha desde sua adolescência, o escritor comecou a ser reconhecido internacionalmente a partir do lançamento do livro Chove sobre minha infância pela Editora Record em 2000, obra já traduzida para a língua espanhola. Desde então, é um dos nomes mais representativos da nova literatura brasileira.

No romance Um amor anarquista, de 2005, narra a história de um grupo de imigrantes italianos da cidade de Palmeira, interior do Paraná que, no final do século XIX, funda a Colônia Socialista Cecília e tenta implantar o amor livre.

Escritor eclético, tem navegado por diversos gêneros, porém tem o alicerce de sua obra no romance.

Obras[editar | editar código-fonte]

Ano Obra Editora
2016 A bíblia do Che Cia das Letras
2015 A segunda pátria Intrínseca
2010 Chá das cinco com o vampiro Objetiva
2008 Primeiros contos Arte & Letra
A primeira mulher Record
Amor de menino Galera
2007 Contos para ler no bar Record
2006 O rinoceronte ri Arte & Letra
2005 Venho de um país obscuro e outros poemas

Bertrand Brasil

Um amor anarquista Record
Contos para ler em viagem Record
Contos para ler ouvindo música Record
Amanda vai amamentar Bertrand Brasil
2004 Herdando uma biblioteca Record
2003 Hóspede secreto Record
2000 Chove sobre minha infância Record
Traduzidas para outras línguas
Ano Obra Editora
2005 Un amor anarquista Rosário, Beatriz Viterbo
2004 Llueve sobre mi infancia Barcelona, Poliedro

Prêmios e honrarias[editar | editar código-fonte]

Links externos[editar | editar código-fonte]

Ícone de esboço Este artigo sobre um(a) escritor(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.

|}