Miguel de Santa Maria Mochon

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa

Miguel de Santa Maria Mochon, mais conhecido como Padre Miguel (Dílar, 8 de setembro de 1879 - Rio de Janeiro, 19 de março de 1947) foi um padre católico espanhol, cujo nome foi dado ao bairro carioca de Padre Miguel[1].

Nascido numa aldeia de Granada, chegou ao Brasil em 1888. Quatro anos depois, órfão de pai, ficou sob os cuidados dos padres lazaristas. Estudou no Colégio Salesiano, em Niterói, até 1898, quando iniciou sua formação no seminário do Rio Comprido. Mais tarde, foi enviado pelo Cardeal Arcoverde para a França.

De volta ao Rio de Janeiro, concluiu a reforma da igreja de Nossa Senhora da Conceição, da qual foi nomeado vigário em 1910[2]. Criou a primeira escola regular da região de Realengo. Atuou também na catequização nos engenhos de N. Sra. da Conceição da Pavuna e da Fazenda Botafogo, trilhando a via que ficou conhecida como Caminho do Padre.

Foi também um dos pioneiros da exibição de filmes no Rio de Janeiro, convertendo a sua casa numa pequena sala de cinema.

Morreu em 1947 e foi sepultado na igreja de Nossa Senhora da Conceição. Seu nome foi dado à estação de trem antes conhecida como Moça Bonita[3].

Referências

  1. Um Pouco Sobre a Vida do Monsenhor Miguel de Santa Maria Mochon. Paróquia Nossa Senhora da Conceição, 3 de outubro de 2011
  2. Padre Miguel - Estações ferroviárias do Estado do Rio de Janeiro
  3. Padre Miguel - Portal GeoRio

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

  • Foto do mausoléu do Monsenhor Miguel Monchon, na igreja de Nossa Senhora da Conceição