Mikhail Pletnev

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Mikhail Pletnev
Nascimento 14 de abril de 1957 (61 anos)
Arcangel
Cidadania Rússia, União Soviética
Alma mater Conservatório de Moscovo
Ocupação compositor, pianista, maestro
Prêmios Terceiro grau da Ordem ao Mérito pela Pátria, Quarto grau da Ordem ao Mérito pela Pátria, Prêmio Lenin Komsomol, Artista do Povo da República Socialista Federativa Soviética da Rússia, Artsta Honorário da República Socialista Federativa Soviética da Rússia

Mikhail Vasilievich Pletnev (Arkhangelsk, 14 de abril de 1957 — ) é um pianista, maestro, e compositor da Rússia.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Nasceu numa família muito musical, o seu pai tocava acordeão e sua mãe piano.[1] Entrou na Escola Central de Música com a idade de 13 anos e em 1974, ingressou no Conservatório de Moscovo, sob a instrução de Yakov Flier e Lev Vlasenko. Aos 21 anos, ganhou a Medalha de Ouro do VI Concurso Internacional Tchaikovsky em 1978, que lhe rendeu reconhecimento internacional e chamou a atenção mundial. No ano seguinte, ele fez sua estréia nos Estados Unidos.

Ensinou no Conservatório de Moscovo. Em 1988, numa conferência em Washington, D.C., fez amizade com Mikhail Gorbachev vindo a ganhar o apoio para fundar dois anos mais tarde, a Orquestra Nacional Russa, em 1990, a primeira orquestra não-apoiadas pelo governo na Rússia desde 1917, e foi seu primeiro maestro principal.[2]

Deixou o cargo de Maestro Principal na década de 1990, agora é diretor artístico da orquestra.[3] Mikhail Pletnev foi nomeado primeiro maestro convidado da Orchestra della Svizzera Italiana, em Lugano, na Suíça a partir de 2008. As suas gravações são na maior parte obras de compositores da Rússia, apesar de ter gravado recentemente as sinfonias de Beethoven para a Deutsche Grammophon. Os primeiros trabalhos que foram gravados para orquestra, de Tchaikovsky, incluindo A Bela Adormecida, a sua Sinfonia Patética e Sinfonia Manfred, e Segunda e Terceira Sinfonia de Rachmaninov. Todos foram bem recebidos pela crítica. Seu repertório de piano também é muito grande, incluindo obras como as The Seasons, muitas sonatas de Scarlatti, Quadros de uma Exposição, e suas próprias transcrições de suítes de O Quebra-Nozes e A Bela Adormecida.

Prémios[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Fanning, David. "Pletnev, Mikhail." Grove Dicionary of Music and Musicians. 2001.
  2. "Mikhail Pletnev." Russian National Orchestra Official Website.http://www.russianarts.org/rno/pletnev.cfm
  3. Geoffrey Norris, "Maestro miseryguts". Telegraph, 22 March 2004.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]