Mikhail Vartanov

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mikhail Vartanov
Nascimento 21 de fevereiro de 1937
Rússia
Morte 31 de dezembro de 2009 (72 anos)
Hollywood
Cidadania União Soviética, Rússia, Armênia, Estados Unidos
Alma mater Universidade Panrusa Guerásimov de Cinematografia
Ocupação diretor de cinema, diretor de fotografia, roteirista
Prêmios Prêmios Nika
Página oficial
https://parajanov.com/vartanov/

Mikhail Vartanov (em russo: Михаил Вартанов, em armênio/arménio: Միքայել Վարդանով, em francês: Mikhaïl Vartanov) (União Soviética, 21 de fevereiro de 1937Hollywood, 31 de dezembro de 2009) foi um diretor de filmes russo. Se formou na Escola de Cinema Russa (VGIK) em 1966.[1][2][3][4]

Foi um cineasta soviético que deu significativa contribuição ao cinema mundial com os documentários Parajanov: The Last Spring e Seasons.

Ele é considerado um importante diretor de fotografia e documentarista de sua geração, conhecido por colaborações artísticas com Sergei Parajanov e documentários influentes como Parajanov: The Last Spring, The Seasons (dirigido por Artavazd Peleshyan), The Color of Armenian Land e uma série de ensaios incluindo The Unmailed Letters.

Início de carreira[editar | editar código-fonte]

O filme de estreia de Vartanov, The Color of Armenian Land, marcou o início de seu estilo de marca registrada, posteriormente apelidado como a "direção da ação sem direção". Este documentário, com um comentário silencioso estilizado do pintor Martiros Saryan, também apresentou os amigos de Vartanov, os artistas dissidentes Minas Avetisyan e Sergei Parajanov. Devido a isso, o filme foi censurado e suprimido; levando ao assassinato de Avetisyan e à prisão de Parajanov logo depois.

Amizade com Sergei Parajanov e a lista negra[editar | editar código-fonte]

Mikhail Vartanov teve um relacionamento próximo com o diretor preso Sergei Parajanov Ele conheceu o trabalho de Parajanov em 1964, depois de assistir ao filme Shadows of Forgotten Ancestors e às filmagens de teste dos afrescos de Kiev inacabados quando estudante no Instituto Gerasimov de Cinematografia de Moscou. A amizade de toda a vida começou depois que se conheceram pela primeira vez em 1967, na Armênia, e discutiram o roteiro de The Color of Pomegranates (também conhecido como Sayat Nova).

O próximo filme de Vartanov, Autumn Pastoral - escrito por Artavazd Peleshyan e com trilha sonora do compositor Tigran Mansurian - foi arquivado. Depois que Sergei Parajanov foi preso em Kiev em 1973, Vartanov protestou imediatamente ao Procurador-Geral da Ucrânia. O documento recentemente divulgado provou que foi aquela carta em apoio a Parajanov que levou ao assédio intensificado que Vartanov suportou, e sua subsequente demissão dos Estúdios Armenfilm 4 meses após a prisão de Paradjanov. Em uma carta da prisão, Parajanov escreveu a Vartanov: "Você e sua pureza estão colidindo com as circunstâncias e predadores ... Isso é vida."[5]

Citações[editar | editar código-fonte]

"Em nossa terra, o governo fabrica a biografia do Artista. Honra e premia um, por nada, e desonra e aprisiona o outro - um governo sábio - deseja converter os dois em escravos obedientes."[5]

“Provavelmente, além da linguagem cinematográfica sugerida por Griffith e Eisenstein, o cinema mundial não descobriu nada de revolucionariamente novo até a 'Cor das Romãs', sem contar a linguagem geralmente inaceitável do 'Cachorro Andaluz' de Bunuel."[6]

Citações sobre Vartanov[editar | editar código-fonte]

  • O filme Parajanov: The Last Spring de Vartanov [...] exemplifica o poder da arte sobre quaisquer limitações." (Francis Ford Coppola)[7][8]
  • "Vartanov [...] Irmão e amigo nas artes e na terra ... Querido, amado, raro e maravilhoso. Talvez, você seja o único amigo que me obriga a viver ... Você possui tudo o que um artista precisa - - mente, bondade, princípios, liberdade. Criar ... Essa é a sua missão." (Sergei Parajanov, 1974)
  • "Vartanov - o Eyemoman [...]" (William Saroyan, 1978)[9]
  • "Meu caro amigo [...] Se você gostar do roteiro (Deserto), juntos poderíamos fazer uma obra-prima [...]" (Artavazd Peleshyan, anos 1980)
  • "Em 9 de janeiro, veio o homem mais devotado de Vartanov [...] Parajanov [...] um homem incrível [...] fez um discurso incrível [...]" (Gayane Khachatryan, 1990)
  • "O filme de Vartanov [...] me emocionou e me encheu de força [...]" (Tonino Guerra, 1993)
  • “Vartanov foi um intelectual incrível, talvez um dos últimos [...]” (Yuri Mechitov, 2010)
  • "Misha Vartanov [...] Um dos homens mais íntegros e justos que já conheci [...]" (Roman Balayan, 2010)
  • "Temos que garantir que o trabalho de artistas seminais como Mikhail Vartanov seja preservado, promovido e acessível ao maior público possível. Seus filmes, feitos contra todas as probabilidades e sob as condições mais adversas, são cruciais para a importante herança do cinema mundial." (Agnieszka Holland)[10]
  • "Vartanov fez um filme maravilhoso Parajanov: A Última Primavera [...]" (Martin Scorsese)

Filmografia[editar | editar código-fonte]

Ano Título em inglês Titulo (original) Romanização
1969 The Color of Armenian Land (em russo) Цвет Армянской Земли Tsvet armyanskoy zemli
1971 Autumn Pastoral (em russo) Осенчяя пастораль Osenn'yaya pastoral'
1972 And So Every Day (em russo) И так каждый день I tak kazhdiy dyen'
1974 Kadjaran (em russo) Каджаран Kajaran'
1975 (diretor de fotografia) Seasons of the Year (em russo) Bремена Года Vremena Goda'
1979 (diretor de fotografia) The Mulberry Tree (em russo) Шелковица Shelkovitsa'
1984 Roots (em russo) Корни Korni'
1987 Erased Faces (em armênio) Ջնջվաց դեմքեր Jenjevatz demker'
1989 Minas: A Requiem (em armênio) Մինաս. ռեկվիէմ Minas. rekviem'
1992 Paradjanov: The Last Spring (em inglês) Parajanov: The Confession

Bibliografia selecionada[editar | editar código-fonte]

  • Dixon, Wheeler & Foster, Gwendolyn. "A Short History of Film." New Brunswick, NJ: Rutgers University Press, 2008. ISBN 9780813542690
  • Rollberg, Peter. "Historical Dictionary of Russian and Soviet Cinema." Scarecrow Press, 2008. ISBN 9780810860728
  • Schneider, Steven Jay. "501 Movie Directors." London: Hachette/Cassell, 2007. ISBN 9781844035731
  • "Francis Ford Coppola Recognizes…" Hollywood Reporter (20 October 2015)
  • Thomas, Kevin. "Intoxicating spirit." "Los Angeles Times" (1 January 2004)
  • Kaplan, Ilyse. "Beverly Hills Film Festival." Variety, (7 April 2011)
  • Abramov, G. "Ancient art, alive forever" Pravda newspaper, Moscow, 20 April 1966
  • "Il Cinema Delle Repubbliche Transcaucasiche Sovietiche." Venice, Italy: Marsilio Editori, 1986. ISBN 8831748947
  • "Les Cimes du Monde." Cahiers du Cinéma" no. 381 (1986), 42-47 ) ISSN 0757-8075
  • Krukova, A. "Russian Oscars were awarded in Moscow" Independent Newspaper, Moscow, 21 December 1992
  • Badasian, V. " "Approaching spirituality" Republic of Armenia newspaper, 25 June 1993
  • Perreault, Luc. "Paradjanov - The Last Spring" La Presse, a12, 14 Juin 1994
  • Tremblay, Odile. "L'empire du pape du pop" Le Devoir, b8, 14 Juin 1994
  • Stolina, G. "Larger than legends" Panorama newspaper, Hollywood, 14 January 2004
  • Egiazarian, R. "Mishel Vartanov from former USSR" Novoye Vremya newspaper, Yerevan, 4 June 2005
  • "Director Martin Scorsese accepts 2014 Parajanov-Vartanov Institute Award" California Courier, Los Angeles, p1, 13 October 2014
  • Schneider, Steven Jay. "501 Directores de Cine." Barcelona, Spain: Grijalbo, 2008. ISBN 9788425342646

Referências[editar | editar código-fonte]

  1. Francis Ford Coppola on Mikhail Vartanov
  2. International Documentary Festival Amsterdam Top 10
  3. British Film Institute Greatest Documentaries
  4. Martin Scorsese on Vartanov
  5. a b «Mikhail Vartanov». Parajanov-Vartanov Institute (em inglês). 22 de dezembro de 2016. Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  6. «main». Parajanov-Vartanov Institute (em inglês). 9 de fevereiro de 2017. Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  7. Francis Ford Coppola on Mikhail Vartanov Arquivado em 2015-04-24 no Wayback Machine.
  8. Hollywood Reporter Mikhail Vartanov
  9. «saroyan». Parajanov-Vartanov Institute (em inglês). 9 de fevereiro de 2017. Consultado em 2 de janeiro de 2021 
  10. Agnieszka Holland on Mikhail Vartanov Arquivado em 2015-04-24 no Wayback Machine.

Links externos[editar | editar código-fonte]