Mikoyan-Gurevich MiG-9

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mikoyan-Gurevich MiG-9
(OTAN: "Fargo")
Caça
Descrição
Tipo / Missão Avião de caça
Bimotor à jato
País de origem  União Soviética
Fabricante Mikoyan-Gurevich
Período de produção 19461948
Quantidade produzida 610
Desenvolvido em Mikoyan-Gurevich MiG-15
Primeiro voo em 21 de abril de 1946 (72 anos)
Introduzido em 1947
Tripulação 1 (piloto)
Especificações
Dimensões
Comprimento 9,75 m (32,0 ft)
Envergadura 10 m (32,8 ft)
Altura 3,225 m (10,6 ft)
Área das asas 18,2  (196 ft²)
Alongamento 5.5
Peso(s)
Peso vazio 5,000 kg (11,0 lb)
Propulsão
Motor(es) 2 × turbojatos RD-20, 7,8 kN cada
Força de empuxo (por motor) 1,800 kgf (17,7 N)
Performance
Velocidade máxima 915 km/h (494 kn)
Velocidade máx. em Mach 0.85 Ma
Alcance (MTOW) 800 km (497 mi)
Teto máximo 13,500 m (44,3 ft)
Razão de subida 22.0 m/s
Armamentos
Metralhadoras / Canhões 1 × canhão Nudelman N-37 (37mm)
2 × canhões Nudelman-Suranov NS-23 (23mm)

O Mikoyan-Gurevich MiG-9 (russo: Микоян и Гуревич МиГ-9) foi o primeiro caça de combate à jato desenvolvido pela Mikoyan-Gurevich nos anos imediatos após a Segunda Guerra Mundial.

Seus motores foram desenvolvidos do BMW 003,[1] motor a jato de origem Nazista, por meio de engenharia reversa.[2]

Um total de 610 aeronaves foram construídas, incluindo seus protótipos, e entrou em serviço em 1948 com a Força Aérea Soviética. Pelo menos 372 foram transferidos para os Força Aérea do Exército de Libertação Popular em 1950 para defender cidades chinesas contra ataques aéreos pelos nacionalistas chineses, e treinar os pilotos chineses em operações à jato. O MiG-9 foi rapidamente substituído pelo MiG-15, e 4 aeronaves sobreviveram durante o tempo.[3]

História[editar | editar código-fonte]

Construído a partir do projeto conhecido como I-300, o MiG-9 foi o primeiro caça a jato da União Soviética.

Desenvolvido num programa de emergência iniciado em Janeiro de 1945, o MiG-9 destacou-se pelo rápido processo de desenvolvimento, a que não foi estranho o recrutamento forçado de muitos técnicos alemães feitos prisioneiros.

Para poupar tempo, os soviéticos instalaram duas cópias do motor BMW-003 de fabricação alemã, o mesmo que estava inicialmente previsto para instalação no caça alemão Me-262, e que tinha continuado a ser desenvolvido pelos alemães, sendo utilizado no Heinkel He-161. O primeiro voo de teste do MiG-9 ocorreu por isso em 24 de Abril de 1946, 8 meses após a data imposta por Stalin.

Após vários voos de teste com os modelos do projeto original (I-300), a primeira versão pré-série do MiG-9 voou em 13 de Outubro de 1946.

Já armado com um canhão de 37mm e dois canhões de 23mm ele voou duas semanas depois, no final de Outubro.

Várias modificações foram sendo introduzidas, nomeadamente com uma versão melhorada do motor BMW/RD-20, conhecida como RD-21 que conseguiu atingir uma potência de 500Kg/f, permitindo à aeronave atingir uma potência de 1,000kg/f. Esse motor equipou a maior parte dos MiG-9 das séries FF e FS.

Especificações[editar | editar código-fonte]

Esquemática do MiG-9.

Características gerais

  • Tripulação: 1
  • Comprimento: 9,75 m (32 ft 0 in)
  • Envergadura: 10 m (32 ft 10 in)
  • Altura: 3.225 m (10 pés 7 pol)
  • Área de asa: 18.2 m 2 (196 pés quadrados)
  • Tara: 3,350 kg (7.385 £)
  • Peso bruto: 5,000 kg (£ 11.023)
  • Capacidade de combustível: 1.625 litros
  • Motorização: 2 × turbojatos RD-20, 7,8 kN (1.800 lbf) de empuxo cada

Atuação

  • Velocidade máxima: 915 km/h (569 mph; 494 kn)
  • Velocidade máxima: Mach 0,85
  • Nunca excede a velocidade: 1.050 km/h (652 mph; 567 kn)
  • Intervalo: 800 km (497 mi; 432 milhas náuticas)
  • Teto de serviço: 13.500 m (44,291 ft)
  • Limite de força G: 14g
  • Taxa de subida: 22,0 m/s (4.330 ft/min)

Armamento

  • 1 × canhão de 37mm Nudelman N-37
  • 2 × canhões de 23mm Nudelman-Suranov NS-23

Referências


Ícone de esboço Este artigo sobre aviação, integrado ao Projeto Aviação, é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.