Milan Rastislav Štefánik

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Milan Rastislav Štefánik.
estátua em Praga

Milan Rastislav Štefánik (Košariská, 21 de julho de 1880Ivanka pri Dunaji, 4 de maio de 1919) foi um militar, político, diplomata, astrônomo eslovaco que se exerceu como general do exército da França durante a Primeira Guerra Mundial (1914-1918). Contribuiu para a criação da Primeira República Tchecoslovaca.

Graças à ação dos políticos tchecos no exílio de Tomáš Masaryk[1] e Edvard Beneš e do eslovaco Štefánik, as potências da Tríplice Entente reconheceram o estado e o governo provisório tchecoslovaco antes de a independência ser proclamada dentro do próprio país, todavia controlado por autoridades da Áustria-Hungria.

Em meados de 1915, Edvard Beneš e Štefánik uniram-se em Masaryk (Paris), que abriram as portas dos despachos dos mais destacados políticos franceses, já que não havia possibilidade de se crer na democratização do sistema político austro-húngaro, começou-se a coordenar com Štefánik e Beneš a lutar por um estado nacional tchecoslovaco independente, como parte de uma nova Europa, ordenada segundo o princípio de autodeterminação das nações. Em 1916, estes três homens constituíram o Conselho Nacional Tchecoslovaco, como principal órgão coordenador da ação anti-Habsburgo, que começava a ser escutado por dirigentes da Tríplice Entente.

O Aeroporto de Bratislava leva o seu nome em sua homenagem.


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço relacionado ao Projeto Biografias. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.
  1. PRECLÍK, Vratislav. Masaryk a legie (Masaryk and legions), váz. kniha, 219 str., vydalo nakladatelství Paris Karviná, Žižkova 2379 (734 01 Karviná) ve spolupráci s Masarykovým demokratickým hnutím (Masaryk Democratic Movement, Prague), 2019, ISBN 978-80-87173-47-3, pages 25 - 38, 40 - 90, 124 - 128,140 - 148,184 - 190