Minamoto no Yoshiie

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Minamoto no Yoshiie
Nome nativo 源義家
Nascimento 1039
Morte 4 de agosto de 1106 (67 anos)
Cidadania Japão
Progenitores Pai:Minamoto no Yoriyoshi
Filho(s) Minamoto no Yoshimune, Minamoto no Yoshitaka
Irmão(s) Minamoto no Yoshitsuna, Minamoto no Yoshimitsu, Kono Masayoshi
Ocupação samurai
Pintura de Minamoto no Yoshiie, por Tsukioka Yoshitoshi.

Minamoto no Yoshiie (源义家 ? , 1039-4 de agosto de 1106), também conhecido como Hachimantarō , era um samurai do Clã Minamoto do Período Heian , e Chinjufu Shogun (Comandante-em-chefe da defesa do Norte). O primeiro filho de Minamoto no Yoriyoshi , teve seu batismo de sangue na batalha contra o Clã Abe na Guerra Zenkunen (Primeira Guerra dos Nove Anos) [1] e logo após contra o Clã Kiyowara na Guerra Gosannen (chamada de Segunda Guerra dos Três Anos). Posteriormente, tornou-se uma espécie de paradigma do samurai com relação a sua habilidade e bravura.

A Guerra Zenkunen[editar | editar código-fonte]

Em 1050, Abe no Yoritoki ocupava o cargo de Chinjufu Shogun , o Clã Abe era encarregado desse cargo por muitas gerações, o comandante-chefe da defesa do norte em Honshu contra os nativos de Ezo (poco Ainu ). Efetivamente, no entanto, Yoritoki comandava toda a região, negando ao Governador oficial qualquer poder verdadeiro. Como resultado, o pai de Yoshiie foi designado tanto Chinjufu Shogun quanto governador, e Yoshiie viajou para o norte com seu pai para resolver a situação.

A campanha contra o Clã Abe durou 12 anos, ou nove se se subtrairmos os curtos períodos de cessar-fogo e de paz [2] . Yoshiie lutou ao lado de seu pai, na maioria, se não em todas, as batalhas. Abe no Yoritoki morreu em 1057, mas seu filho Abe no Sadato assumiu o comando das forças de seu pai.

A luta culminou em 1062, em uma série de ações que reforçaram a reputação Yoshiie. Abe no Sadato atacou as forças de Minamoto, mas, sofreu uma reversão, retirou-se para um forte próximo ao Rio Kuriya. Yoriyoshi ordenou um ataque sobre a Fortaleza Kuriyagawa, e e deixou a em chamas, forçando Sadato a fugir. Durante a retirada caótica, Yoshiie perseguiu Sadato a cavalo, segundo o relato no Waki Mutsu (A História de Mutsu):

Yoshiie voltou a Kyoto em 1063 cedo com as cabeças de Abe no Sadato e de muitos outros. Como resultado de seu talento no campo de batalha, ele ganhou o nome de Hachimantarō, referindo-se a ele como o filho de Hachiman, o deus da guerra. No ano seguinte, Yoshiie pegou vários seguidores do Abe, e os tomou como cativos, como servos.

A Guerra Gosannen[editar | editar código-fonte]

Mais de vinte anos depois, Yoshiie era agora o comandante-chefe em outro conflito importante do Período Heian. Iniciada em 1083, ele lutou contra o Clã Kiyowara, que lutou ao lado dele e de seu pai contra o Clã Abe, mas que desde então provaram ser governantes fracos nas províncias do norte [4].

Nomeado governador da Província de Mutsu em 1083, Yoshiie tomou para si, sem ordens da Corte Imperial, a tarefa de trazer um pouco de paz e ordem para a região. Uma série de disputas entre Kiyowara no Masahira , Kiyowara no Narihira e Kiyowara no Iehira pela liderança do clã se tornou violenta.

Ocorreu uma série de batalhas e escaramuças entre as forças de Yoshiie e as várias sub-facções Kiyowara. Tudo terminou em 1087, na paliçada Kanazawa. Yoshiie, junto com seu irmão mais novo Minamoto no Yoshimitsu e Fujiwara no Kiyohira, assaltaram o posto ocupado por Iehira e seu tio Kiyowara no Takahira. Depois de muitos meses de cercos e escaramuças, a paliçada foi incendiada, e os Kiyowara derrotados; Takahira e Iehira foram mortos. As forças Minamoto sofreram grandes perdas.

Yoshiie era um líder especialmente qualificado, mantendo a moral da tropa e preservando a disciplina entre os guerreiros.

Referências

  1. Louis Frederic; Alvaro David Hwang. «Abe no Muneto». O Japão, Dicionário e Civilização (em portugês). p. 34. Consultado em 22 de novembro de 2013. 
  2. George Sansom (1958). A History of Japan. To 1334 (em inglês). Stanford, California: Stanford University Press. 249 páginas. ISBN 9780804705233 
  3. Masaaki Kajihara. Mutsu Waki (em Kanbun). Kyoto: Rakuyō. OCLC 34535922 
  4. LOUIS FREDERIC. O Japão. Dicionário e Civilização. Rio de Janeiro: Globo Livros. p. 347. ISBN 9788525046161 
O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Minamoto no Yoshiie