Mineiro (futebolista)

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Mineiro
Mineiro
Informações pessoais
Nome completo Carlos Luciano da Silva
Data de nasc. 2 de agosto de 1975 (43 anos)
Local de nasc. Porto Alegre (RS), Brasil
Nacionalidade brasileiro
Altura 1,69 m
Destro
Apelido Mineiro
Informações profissionais
Período em atividade 1997–2012 (15 anos)
Clube atual Aposentado
Posição Volante
Clubes de juventude

1996–1997
Internacional
Rio Branco (SP)
Clubes profissionais1
Anos Clubes Jogos e gol(o)s
1997–1998
1998–2003
2003–2004
2005–2007
2007–2008
2008–2009
2009–2010
2011–2012
Guarani
Ponte Preta
São Caetano
São Paulo
Hertha Berlim
Chelsea
Schalke 04
TuS Koblenz
0024 0000(0)
0099 0000(7)
0079 0000(6)
0138 0000(7)
0036 0000(2)
0002 0000(0)
0007 0000(0)
0028 0000(1)
Seleção nacional3
2001–2008 Brasil 0025 0000(0)


1 Partidas e gols pelo clube profissional
contam apenas partidas das ligas nacionais,
atualizados até 30 de maio de 2009.


3 Partidas e gols da seleção nacional estão atualizados
até 27 de julho de 2008.

Carlos Luciano da Silva, mais conhecido como Mineiro (Porto Alegre, 2 de agosto de 1975), é um ex-futebolista brasileiro que atuava como volante. Apesar do apelido, é gaúcho de nascimento, tendo herdado "Mineiro" de um irmão, que os atletas da base do Internacional achavam parecido com o jogador Cláudio Mineiro.[1]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Após ser rejeitado por Internacional e Grêmio, sendo considerado muito baixo e fraco, foi revelado pelo Rio Branco, de Americana. Jogou também pelo Guarani e Ponte Preta, ambos de Campinas,[2] e São Caetano, de São Caetano do Sul. Foi trazido em 2005 ao São Paulo pelo então técnico Émerson Leão, onde conquistou em 2005 o Campeonato Paulista, a Libertadores e o Mundial. Neste, recebeu um passe do atacante Aloísio e marcou o gol do título, na vitória por 1 a 0 sobre o Liverpool.

No mesmo ano, foi convocado para o jogo da Seleção Brasileira contra a Guatemala, no Pacaembu. Era o amistoso comemorativo da despedida de Romário da Seleção, jogo em que apenas jogadores atuantes no Brasil foram convocados. No entanto, o volante fez sua estreia pela Seleção quatro anos antes, em 25 de abril de 2001, no empate por 1 a 1 diante da Seleção Peruana, sendo convocado por Émerson Leão.[2]

Tem como principal característica ter um exímio desarme de jogadas e roubadas de bola, sem fazer falta nos adversários.

Com a contusão de Edmílson, Mineiro foi convocado para disputar a Copa do Mundo de 2006 pela Seleção Brasileira. No mesmo ano, foi campeão brasileiro com o São Paulo. No começo de 2007 Mineiro foi contratado pelo clube alemão Hertha Berlim, depois das boas temporadas pelo São Paulo. Em junho foi convocado para disputar a Copa América, na Venezuela, pelo técnico Dunga, sagrando-se campeão.

Apesar de contestado na Seleção por alguns críticos e por sua idade já avançada (33 anos), foi surpreendentemente contratado no segundo semestre de 2008 pelo poderoso Chelsea, a pedido do treinador Luiz Felipe Scolari. O técnico brasileiro desejava repor a vaga do contundido ganês Michael Essien.[3]

Mineiro fez sua estréia pelo Chelsea, no dia 1 de novembro de 2008, na vitória sobre o Sunderland, por 5 a 0, e nunca mais jogou, atingindo assim a marca de um jogo e nenhum gol em sua passagem pelo clube londrino. Logo depois, o volante retornou à Alemanha para jogar no Schalke 04, mas teve uma passagem curta. Depois de poucos jogos e somente uma temporada, foi dispensado.

Em Setembro de 2011, assinou contrato com o TuS Koblenz, da 4ª divisão Alemã. Após o fim de seu contrato, se aposentou, ficando na Alemanha para criar a família.[4]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

Títulos[editar | editar código-fonte]

São Caetano
São Paulo
Chelsea
Seleção Brasileira

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Bandeira de BrasilSoccer icon Este artigo sobre um futebolista brasileiro é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.