Ministério da Unificação

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ministério da Unificação
통일부
統一部
Tong-il-bu
Símbolo do Ministério da Unificação.
Símbolo do Ministério da Unificação.
Edifício do Complexo Central
Edifício do Complexo Central
Resumo do Ministério
Formação 1 de março de 1969
Órgãos precedentes Conselho Nacional da Unificação (1969-1998)
Jurisdição República da Coreia
Sede Jongno-gu, Seul
Ministros responsáveis Hong Yong-pyo, Ministro da Unificação
Kim Hyungseok, Vice-ministro da Unificação
Agência mãe Governo da Coreia do Sul
Agências filhas Gabinete do Diálogo Intercoreano
Instituto para a Unificação da Educação
Centro de Apoio e Acolhimento aos Refugiados Norte-Coreanos
Gabinete do Comité Misto Norte-Sul do Complexo Industrial de Kaesong
Centro para o Futuro da Coreia Unificada
Sítio oficial http://www.unikorea.go.kr/

O Ministério da Unificação (hangul: 통일부; hanja: 統一部; rr: Tong-il-bu; MR: T'ongilbu) é um órgão do governo sul-coreano, que tem como objetivo trabalhar em prol da reunificação da Coreia. Foi estabelecido em 1969 como Conselho Nacional da Unificação, durante o governo de Park Chung-hee. Adquiriu seu estatuto atual em 1998 e desde então tem desempenhado um papel importante na promoção da cooperação, do diálogo intercoreano e do intercâmbio.[1]

Durante a gestão do antigo ministro Yu Woo-ik, o Ministério consistia num gabinete para o planeamento e a coordenação, três departamentos para a política de unificação, o intercâmbio, a cooperação intercoreana e a ajuda humanitária, um departamento especial para o Complexo Industrial de Kaesong e cinco agências afiliadas para a unificação da educação, o diálogo intercoreano, o tráfego entre o Sul e o Norte, a ajuda e acolhimento dos refugiados norte-coreanos e as consultas intercoreanas sobre a cooperação e o intercâmbio. Contudo em 2008, o Ministério sofreu consideráveis reduções, como parte de uma reestruturação do governo.[2]

O atual ministro Hong Yong-pyo e ex-consultor do presidente na Coreia do Norte, foi empossado no cargo a 16 de março de 2015.[3][4][5]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]