Ministério das Atividades Económicas e do Trabalho

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Ministério das Atividades Económicas e do Trabalho

Coat of arms of Portugal.svg
Organização
Natureza jurídica Ministério
Atribuições Comércio, indústria e trabalho
Dependência Governo de Portugal
Chefia Álvaro Barreto, ministro das Atividades Económicas e do Trabalho
Localização
Jurisdição territorial Portugal Portugal
Sede Lisboa
Histórico
Antecessores Ministério da Economia
Ministério da Segurança Social e do Trabalho
Criação 2004
Extinção 2005
Sucessores Ministério da Economia e da Inovação
Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social

O Ministério das Atividades Económicas e do Trabalho (AO 1945: Ministério das Actividades Económicas e do Trabalho) foi um efémero departamento do Governo da República Portuguesa, existente apenas durante a vingência do XVI Governo Constitucional, entre 2004 e 2005.

O ministério concentrou, num único departamento, duas áreas que, tradicionalmente, sempre foram geridas por departamentos governamentais separados: as atividades económicas e o emprego. O objetivo desta junção era a de adequar melhor a política de emprego e formação profissional à área económica, ao mesmo tempo, criando maior empregabilidade para as pessoas e melhor suprindo as necessidades em recursos humanos das actividades económicas.

O Ministério das Atividades Económicas e do Trabalho foi extinto em 2004, sendo as suas funções novamente divididas por dois departamentos: o Ministério da Economia e da Inovação e o Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social. Atualmente (XIX Governo Constitucional) a área económica encontra-se no Ministério da Economia e área do trabalho encontra-se no Ministério da Solidariedade, Emprego e Segurança Social.

Ministro das Actividades Económicas e do Trabalho[editar | editar código-fonte]

  1. Álvaro Barreto (2004 - 2005)

Ver também[editar | editar código-fonte]