Minoxidil

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Minoxidil
Alerta sobre risco à saúde
Minoxidil-from-xtal-3D-balls.png
Minoxidil structure.svg
Nome IUPAC 6-Piperidin-1-ylpyrimidine-2,4-diamine 3-oxide
2,6-Diamino-4-piperidino-pirimidina-1-óxido
Identificadores
Número CAS 38304-91-5
PubChem 4201
DrugBank DB00350
Código ATC C02D11
Propriedades
Fórmula química C9H15N5O
Massa molar 209.24 g mol-1
Ponto de fusão

248 °C [1]

Solubilidade em água muito pouco solúvel (2200 mg·L-1) [1]
Solubilidade pouco solúvel em metanol e propilenoglicol [2]
Acidez (pKa) 4,61 [1]
Farmacologia
Via(s) de administração via oral e via tópica
Riscos associados
Frases R R22 R36/37/38
Frases S S26 S36
LD50 1321 mg·kg?1 (rato p.o.) [1]
Exceto onde denotado, os dados referem-se a
materiais sob condições normais de temperatura e pressão

Referências e avisos gerais sobre esta caixa.
Alerta sobre risco à saúde.

Minoxidil é um fármaco capaz de reduzir a pressão arterial por promover vasodilatação potente e de longa duração.[3] Sua ação hipotensora foi descoberta em 1965 e teve impacto significativo no tratamento da hipertensão arterial pois funciona em casos mais agressivos da doença.[4]

Como provoca hirsutismo, seu metabólito é associado a cremes para tratamento da calvície[3] (mas não a cura) e em casos de alopécia androgenética, não sendo conhecido seu real mecanismo de ação para este fim.[5] É indicado para pessoas com idade inferior a 40 anos e na situação de perda recente dos fios, estimulando o crescimento do cabelo e retardando a calvície.[6] Em uma revisão sistemática Cochrane[7] sobre tratamentos para queda de cabelo em mulheres, que investigou e mapeou todas as terapias disponíveis e testados (até julho de 2015) por ensaios clínicos randomizados (5290 pacientes, 47 estudos), demonstrou que o minoxidil é o único tratamento com evidências de eficácia e segurança. Além disso, o minoxidil a 2% versus 5% não apresentaram diferença.

Referências

  1. a b c d (en) « Minoxidil » em ChemIDplus.
  2. Europäische Arzneibuch-Kommission (Hrsg.): Europäische Pharmakopöe 5. Ausgabe. 5.0–5.8, 2006.
  3. a b Rang e Dale. Farmacologia. 5. ed. Elsevier.
  4. Hardman JG, Limbird LE, Gilman AG. Goodman & Gilman's The Pharmacological Basis of Therapeutics. 10th ed. New York: McGraw-Hill, 2001. ISBN 0-07-135469-7.
  5. Lopes, Antônio Carlos. Diagnóstico e tratamento. Barueri: Manole, 2006
  6. MedlinePlus. Minoxidil. Acesso em 25 de setembro de 2013
  7. van Zuuren EJ, Fedorowicz Z, Schoones J. (2016). "Interventions for female pattern hair loss". Cochrane Database of Systematic Reviews (5): CD007628. DOI:10.1002/14651858.CD007628.pub4.

Ver também[editar | editar código-fonte]


Ligações externas[editar | editar código-fonte]