Mirabai

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Mirabai
Nascimento 1498
Merta City
Morte 1546 (47–48 anos)
Dwarka
Cidadania Índia
Cônjuge Bhoj Raj
Ocupação poetisa, escritora, místico
Movimento estético Bhakti movement, Vixenuísmo
Título princesa
Religião hinduísmo
Causa da morte afogamento

Mirabai (hindi: मीराबाई; gujarati:મીરાબાઈ; telugu: ಮೀರಾಬಾಯಿ; bengali: মীরাবাঈ; tâmil: மீராபாய் ) (1498-1547) (outras transliterações Meera; Mira; Meera Bai) foi a mais importante poetiza hindu da Índia medieval e juntamente com Tulsidas uma das grandes responsáveis pelo desenvolvimento do idioma hindi moderno, especialmente do dialeto rajastani. Seus poemas e canções, a pesar de forte apelo popular, são tema de estudos acadêmicos e de debates entre eruditos hindus da atualidade, dada a importância histórica e literária de sua obra.

Seus poemas e canções, denominados bhajans fazem parte da tradição religiosa denominada bhakti, ou do amor devocional, dirigido principalmente a Krishna. Juntamente com Tukaram, Kabir, Guru Nanak, Tulsidas, Ramananda e Caitanya, Mira é considerada um dos expoentes da tradição hindu de bhakti.

Mira nasceu como uma nobre (da casta dos xátrias), no Rajastão e fazia parte de um dos mais importantes clãs locais, os Rajputs. Ela casou-se com o príncipe Bhoj Raj e se tornou a rainha de Chittor, a cidade estado tida como a mais importante de todo Rajpur.

A sua imensa devoção por Krishna a fez desposá-lo em segredo e com a morte de seu esposo ela se recusou a cometer sati. Essa atitude fez com que o regente do trono passasse a perseguir Mira, tramando por sua morte e tentando levá-la a cabo por algumas vezes.

Mira abandou a corte e passou a peregrinar pelos locais sagrados ligados à vida de Krishna, tais como Mathura, Vrindavana e Dwarka, compondo os seus poemas e cantando os seus bhajans, em grande êxtase devocional, até que por fim ela milagrosamente foi absorvida por uma deidade de Krishna em Dwarka.

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

  • Alston, A.J., The Devotional Poems of Mīrābāī, Delhi 1980
  • Levi, Louise Landes, Sweet On My Lips: The Love Poems of Mirabai, New York 1997
  • Goetz, Hermann, Mira Bai: Her Life and Times, Bombay 1966
  • Hawley, John Stratton. The Bhakti Voices: Mirbai, Surdas, and Kabir in Their Times and Ours, Oxford 2005.

Ligações externas[editar | editar código-fonte]