Miriam Pires

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde Junho de 2012).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Miriam Pires
Miriam em cena de Aleluia, Gretchen (1976)
Nome completo Miriam de Souza Pires
Outros nomes Mirian Pires, Myrian Pires
Nascimento 20 de abril de 1923
Rio de Janeiro, RJ
Morte 7 de setembro de 2004 (81 anos)
Rio de Janeiro, RJ
Ocupação atriz
IMDb: (inglês)

Miriam de Souza Pires (Rio de Janeiro, 20 de abril de 1923 — Rio de Janeiro, 7 de setembro de 2004) foi uma atriz brasileira.

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou sua carreira no anos 1940 no Theatro com Pascoal Carlos Magno. Miriam estreou na TV em 1963 na minissérie Nuvem de Fogo pela TV Paulista; gostaram tanto dela que Miriam voltou a atuar em 1965 na telenovela Ilusões Perdidas, também na TV Paulista, veículo onde tornaria presença constante em mais de 50 produções.

Teve inúmeros trabalhos marcantes na televisão como em Irmãos Coragem (1970), Locomotivas (1977), Baila Comigo (1981), Final Feliz (1982), Tieta (1989) e Pedra sobre Pedra (1992), ambas na Rede Globo, Meus Filhos, Minha Vida (1984) (a única novela que protagonizou) no SBT e Tocaia Grande (1995) e Xica da Silva (1996) ambas na extinta Rede Manchete.

Já no cinema seu período de presença mais constante foram nas décadas de 1970 e 1980 sob a direção dos cineastas: Braz Chediak, Bruno Barreto, Hector Babenco e Djalma Limongi. Estreou no filme Aleluia Gretchen em 1976. Relutou em aceitar o papel no filme Chuvas de Verão (1977), porque teria que ficar nua para fazer cenas de amor ao lado do ator Jofre Soares, ela já tendo uma certa idade. Esse filme lhe rendeu prêmios de melhor atriz.

Morte[editar | editar código-fonte]

Faleceu na clínica Bambina, no bairro de Botafogo em decorrência da toxoplasmose que atingiu o cérebro da atriz. Miriam estava no elenco da telenovela global Senhora do Destino, de Aguinaldo Silva, onde fazia o papel de Dona Clementina, uma espécie de cozinheira e governanta da casa da família Ferreira da Silva. O autor, elenco e direção da Rede Globo lamentaram sua morte, fazendo uma homenagem a ela criando um livro de receitas com o nome da sua personagem. No dia do lançamento do livro, apareceram vários momentos da carreira da atriz em um telão.

Vida pessoal[editar | editar código-fonte]

Miriam Pires foi casada quatro vezes e era viuva. deixou uma filha adotiva e uma irmã chamada Azaleia Pires.

Atuação no cinema[1][editar | editar código-fonte]

Applications-multimedia.svg A Wikipédia possui o
Filmes
Ano Título Papel
1976 Aleluia, Gretchen Lotte [2]
Essa Mulher É minha… e dos Amigos Adélia [3]
O Vampiro de Copacabana Esmeralda
1978 Chuvas de Verão Isaura
1980 Bonitinha, mas Ordinária ou Otto Lara Resende Dona Rita
1983 Gabriela, Cravo e Canela Mãe de Malvina
1984 O Beijo da Mulher-Aranha mãe de Molina [4]
1986 Brasa Adormecida Tia Cocota
1987 Um Trem para as Estrelas Sra. Oliveira
1990 Beijo 2348/72 Operária
2001 Copacabana Celina
2004 Quanto Vale ou É por Quilo?

Atuação na televisão[editar | editar código-fonte]

Ano Título Papel Notas
1960 O Vigilante Rodoviário Lilica (episódio: O Rapto de Juca)
1963 Nuvem de Fogo
1965 Ilusões Perdidas
Rua da Matriz mulher do mecânico
1966 Eu Compro esta Mulher Matilde
Um Rosto de Mulher Estela
1967 A Sombra de Rebeca Leila
Anastácia, a Mulher sem Destino Gaby
1969 Rosa Rebelde Inez de La Torre
Véu de Noiva Mariana
1970 Irmãos Coragem Dalva
1971 Bandeira 2 Célia
O Homem que Deve Morrer Carolina
1972 O Bofe Consuelo
O Tempo não Apaga Olinda
1973 Cavalo de Aço Benvinda
O Semideus Dulce Leonardo
1975 Cuca Legal Alba
Pecado Capital Nora
Senhora Camila
1976 O Casarão Olinda Leme
1977 Locomotivas Margarida
Nina Dona Nicota
1978 A Sucessora Guilhermina
Gina Julica
Te Contei?
1979 Cabocla nora
Caso Especial Nair (episódio: Jardim Selvagem)
Os Gigantes Eulália
1981 Baila comigo Cândida Martins
1982 Final Feliz Marina
Sétimo sentido Carolina
1983 Anjo Maldito Tina
1984 Meus Filhos, Minha Vida Luzia
1985 Cambalacho Lucinha Guerrero
Tele Tema (episódio: O dia em que raptaram Lauro Corona)
Tenda dos Milagres Carlota
1986 Dona Beija Sinhana
Tudo ou Nada Vevé
1987 Carmem mãe de Verônica
Corpo Santo
1988 Olho por Olho Fernanda
1989 Capitães da Areia mãe de Pedro Bala
Tieta Milu
1990 Meu Bem, Meu Mal Matilde
1991 Ilha das Bruxas Ludovica
Salomé Mariana
1992 No Mundo da Lua Tia Laurinda
Pedra sobre Pedra Quirina
1993 Sonho Meu Cecília
1994 Memorial de Maria Moura Gerusa
Uma Mulher Vestida de Sol Dorothy
Você Decide Luciana (Episódios: Além do Jardim / A Dívida)
Você Decide Talita (Episódio: A Máscara)
1995 Tocaia Grande Ernestina
1996 Xica da Silva Dona Benvinda
1997 Mandacaru vó Isabel
1998 Você Decide Mariah (Episódio: Faça a coisa certa)
2000 Uga Uga Cecilia Participação Especial
2001 Os Normais Dirce (episódio: Seguir a tradição é normal)
Sítio do Picapau Amarelo Cuca velhinha (episódio: O Saci)
Um Anjo Caiu do Céu Ermelinda
2002 Desejos de Mulher Isaura
2003 Kubanacan viúva Cega
Mulheres Apaixonadas Amiga de Alzira
2004 A Diarista Dolores (episódio:Valha-me Deus)
Chocolate com Pimenta Parteira
Senhora do Destino Clementina

Referências

  1. Mulheres do Cinema Brasileiro: Miriam Pires
  2. «Cinemateca Brasileira, Aleluia, Gretchen» 🔗. Cinemateca.gov.br 
  3. «Cinemateca Brasileira, Essa Mulher é Minha… E dos Amigos» 🔗. Cinemateca.gov.br 
  4. «Cinemateca Brasileira, O Beijo da Mulher Aranha» 🔗. Cinemateca.gov.br 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]