Miss Brasil 1993

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde março de 2015)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Miss Brasil 1993
Data 12 de Janeiro de 1993
Candidatas 10
Local Restaurante Leopolldo
Cidade São Paulo, São Paulo

Miss Brasil 1993 foi a 39ª edição do tradicional concurso de beleza feminina de Miss Brasil, cujo objetivo foi selecionar a representante brasileira no Miss Universo 1993. Realizado pela empresária Marlene Brito, a competição contou com a participação de apenas dez (10) candidatas previamente selecionadas. Das dez, apenas uma, selecionada pelo missólogo venezuelano Osmel Sousa, chegou à final para a cerimônia de coroação, esta foi Leila Schuster do Rio Grande do Sul. A cerimônia foi realizada no dia 12 de Janeiro daquele ano no tradicional Restaurante Leopolldo, localizado no bairro do Jardins, na cidade de São Paulo.

Sobre[editar | editar código-fonte]

A empresa The Most of Brazilian Beauty, coordenada pela empresária Marlene Brito, realizou um casting com apenas dez candidatas. Todas as candidatas saíram de um processo de seleção supervisionado pelo venezuelano Osmel Sousa, presidente do Miss Venezuela. A vencedora foi supervisionada pelo missólogo antes e durante o período do Miss Universo 1993. Apenas uma equipe do programa "Flash", comandado por Amaury Jr. (então na Band), conseguiu registrar a coroação da gaúcha. Vale salientar que o evento também foi registrado pela revista Veja.

"Miss Biônica"[editar | editar código-fonte]

Normalmente, toda miss local ou nacional que é indicada em vez de ser eleita em concurso é chamada de "biônica". Esse termo é uma variação da expressão senador biônico, criada pela ditadura militar para designar o terço de senadores que deveriam ser indicados pelas assembleias estaduais para conter o avanço do MDB, partido de oposição nas eleições parlamentares de 1978. Na história do Miss Brasil somente o caso de Leila é considerado "biônico". Ainda hoje alguns Estados do País preferem indicarem suas candidatas ao concurso nacional de beleza ao invés de realizar um concurso.

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocações[editar | editar código-fonte]

Posição Estado & Candidata
Vencedora

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Não há informações e fontes suficientes para constatar quais foram as candidatas.

Referências

  1. CICHINI, Patricia (19 de junho de 2008). «Leila Schuster, Miss Brasil 93, diz que o concurso é um produto de entretenimento!». EGO - Portal da Globo 

Links Externos[editar | editar código-fonte]

Sites
Plataformas digitais