Miss Brasil 2005

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Miss Brasil 2005
Hotel copacabana palace.jpg
O Hotel foi a sede do evento este ano.
Data: 14 de abril de 2005
Apresentador(es): Nayla Micherif e Roger Gobeth
Atrações musicais: Bossacucanova e Simoninha
Local: Copacabana Palace, RJ
Candidatas: 27
Vencedora: Carina Beduschi
Representou: Santa Catarina Santa Catarina

Miss Brasil 2005 foi a 51.ª edição do concurso tradicional que escolhe a representante brasileira para que esta represente sua cultura e país no Miss Universo. Foi realizada no dia 14 de abril no Golden Room do Hotel Copacabana Palace Rio de Janeiro. A Miss Brasil do ano passado, gaúcha Fabiane Niclotti coroou sua sucessora, então Carina Beduschi de Santa Catarina. A apresentação do evento contou com Nayla Micherif e Roger Gobeth, com a atração musical de Simoninha e a banda Bossacucanova. [1] [2]

Resultados[editar | editar código-fonte]

Colocações[editar | editar código-fonte]

Posição Estado e Candidata
Miss Brasil 2005
2º. Lugar
3º. Lugar
4º. Lugar
5º. Lugar
(TOP 10)
Semifinalistas

Premiações Especiais[editar | editar código-fonte]

  • Este ano foram entregues as seguintes premiações:
Prêmio Estado e Candidata
Miss Simpatia
  • Bahia Bahia - Danielle Abrantes
Miss Voto Popular

Ordem dos Anúncios[editar | editar código-fonte]

Resposta Final[editar | editar código-fonte]

Questionada pela pergunta final sobre a como o Papa João Paulo II ajudou a mudar o mundo, a vencedora respondeu:

Candidatas[editar | editar código-fonte]

Todas as candidatas que competiram este ano: [3]

Jurados[editar | editar código-fonte]

Entre os vinte jurados do certame, destacam-se:

Histórico[editar | editar código-fonte]

Candidatas[editar | editar código-fonte]

  • Glenda Saccomano (São Paulo) era uma das candidatas mais altas do concurso: 1.86m.
  • Os estados que não se classificaram em 2005 e sim em 2004: Alagoas, Rondônia e Roraima.

  • Não foi a primeira vez que o Espírito Santo ficou entre os cinco finalistas na história do concurso.

  • Tocantins se colocou no top 5 pela segunda vez.
  • Santa Catarina voltou a ficar entre os cinco melhores depois de ficar dois anos como semifinalista. [4]

Repercussão na Mídia[editar | editar código-fonte]

Cobertura[editar | editar código-fonte]

Ao contrário do ano anterior, a Band fez uma cobertura mais simples para o Miss Brasil deste ano. Começou com a apresentação, por Astrid Fontenelle, de um making-of de 30 minutos sobre o dia-a-dia e a preparação das candidatas para o concurso. O concurso propriamente dito começou às 22h30 e terminou à 0h30 do dia 15 de abril, quando Carina Beduschi foi coroada. Nos dias anteriores ao evento, a emissora exibiu mini-entrevistas com as misses estaduais (também exibidas nos intervalos da programação) e matérias especiais em sua linha de shows e telejornais de rede. [5]

Audiência[editar | editar código-fonte]

Em relação ao ano anterior, a Band perdeu audiência com a transmissão do Miss Brasil. Na medição do Ibope realizada na Grande São Paulo (principal centro de decisões do mercado publicitário do país), a transmissão do concurso teve média de 6 e pico de 8 pontos, o que deixou a emissora em quarto lugar. Em termos percentuais, isso significou uma queda de 1 ponto para a média geral e de 4 pontos para o pico de audiência. À época, cada ponto equivalia a 49,5 mil espectadores na capital paulista. Não há dados precisos sobre a audiência em outras praças nem no PNT (Painel Nacional de Televisão). [6]

Polêmica[editar | editar código-fonte]

Em função da morte do papa João Paulo II, no dia 2 de abril, a organização do certame decidiu fazer uma única pergunta às dez finalistas, lida pela atriz Zezé Motta, integrante do júri: [7]

Entre as respostas, ocorreram situações que variavam de erros de gramática (como a Miss Bahia Daniele Abrantes que disse "todas as humanidades") a deslizes como o ocorrido com a Miss São Paulo, a fonoáudióloga Glenda Saccomanno. Emocionada, ela não se conseguiu fazer a resposta correta. No entanto, a Miss Espírito Santo Ariane Colombo destoou das demais colegas ao lançar a seguinte resposta:

No dia seguinte, Ariane foi procurada pelos meios de comunicação e desmentiu qualquer provocação na sua afirmativa.

Referências

  1. «Elenco de "Floribella" participa do Miss Brasil 2005». Terra. Consultado em 15 de janeiro de 2014 
  2. «Especial Miss Brasil 2005». UOL. Consultado em 15 de janeiro de 2014 
  3. «Candidatas ao Miss Brasil 2005 posam para fotos». Terra. Consultado em 15 de janeiro de 2014 
  4. «Carina Schlichting Beduschi, foi eleita, ontem à noite, a nova Miss Brasil 2005!». Oi São José. Consultado em 15 de janeiro de 2014 
  5. «Band aposta ni Miss Brasil 2005». Estadão. Consultado em 15 de janeiro de 2014 
  6. «Catarinense ganha o Miss Brasil 2005». Tribuna Imprensa. Consultado em 15 de janeiro de 2014 
  7. «Catarinense é eleita Miss Brasil 2005». Diário do Grande ABC. Consultado em 15 de janeiro de 2014