Missionários Oblatos de Maria Imaculada

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

Missionários Oblatos de Maria Imaculada
 
Congregatio Missionariorum Oblatorum B.M.V. Immaculatae
Brasão Missionários Oblatos de Maria Imaculada
Evangelizare Pauperibus Misit Me. Pauperes Evangelizantur ( Latim )
Ele me enviou para evangelizar os pobres. Os pobres são evangelizados
sigla
O.M.I.
Tipo: Sociedade de vida apostólica
Fundador (a): Santo Eugênio de Mazenod
Local e data da fundação: Aix-en-Provence, 25 de janeiro de 1816
Aprovação: 17 de fevereiro de 1826
Superior geral: Pe. Louis Lougen
Membros: 3.924 (2016)
Sede: Via Aurelia 290 Roma , Itália
Site oficial: http://www.omiworld.org/
Portal Catolicismo · uso desta caixa

Os Missionários Oblatos de Maria Imaculada (em latim, Congregatio Missionariorum Oblatorum B.M.V. Immaculatae, abreviatura O.M.I.) são uma congregação religiosa, um instituto de vida consagrada, fundada em 1826, por Santo Eugênio de Mazenod, com o objetivo de dedicar-se por inteiro à educação de crianças e jovens, além das missões de evangelização.

Atualmente, os Oblatos de Maria Imaculada (também chamados Oblatos de Mazenod), são milhares em todo o mundo. Estão distribuídos em 69 países. Foram pioneiros na evangelização em lugares inóspitos (como o Polo Norte), o que valeu o apelido de "Missionários especialistas em missões difíceis".

Organização[editar | editar código-fonte]

A congregação é chefiada por um general superior, o primeiro tendo sido seu fundador, Eugène de Mazenod , de 1816 a 1861, o ano de sua morte. Eleito para um mandato de seis anos renovável uma vez, o superior geral é assistido por um vigário geral, um primeiro assistente geral, um segundo assistente geral, cinco conselheiros gerais responsáveis ​​por cada uma das províncias por continente, secretário geral e, finalmente, tesoureiro geral. A casa geral fica em Roma , via Aurelia.

Lista de superiores gerais[editar | editar código-fonte]

  1. Eugène de Mazenod (1816-1861)
  2. Joseph Fabre (1861-1892)
  3. Louis Soullier (1893-1897)
  4. Barthélémy Cassien Augier (1898-1906)
  5. Auguste Lavillardière (1906-1908)
  6. Augustin Dontenwill (1908-1931)
  7. Théodore Labouré (1932-1943), sob sua direção, a congregação experimentou um forte crescimento. No entanto, afetado e exausto pela Segunda Guerra Mundial, ele deixou as rédeas da congregação para seu vigário geral, padre Hilaire Balmes, que liderou os Oblatos até a formação de um novo capítulo geral em 1947.
  8. Léo Deschâtelets (1947-1972)
  9. Richard Hanley (1972-1974) só será superior por dois anos e meio, desde que deixou a congregação em 1974.
  10. Fernand Jetté (1974-1986)
  11. Marcello Zago (1986-1988)
  12. Wilhelm Steckling (1998-2010), missionário no Paraguai e Argentina foi superior da congregação antes de se tornar bispo de Ciudad del Este no Paraguai.
  13. Louis Lougen (2010-) é de nacionalidade americana e anteriormente foi missionário no Brasil.

Organização geográfica[editar | editar código-fonte]

A Europa está agora organizada em seis províncias: província da França com sua missão no Vietnã, província da Europa central (formada em 2007, inclui a antiga província da Alemanha, Áustria e República Tcheca), província de Bélgica-Holanda, província mediterrânea (que inclui as antigas províncias da Itália e Espanha, com a delegação do Senegal , a missão do Saara Ocidental e a missão da Romênia), província anglo-irlandesa e finalmente a província da Polônia (com a delegação da Ucrânia e a delegação de poloneses da França e do Luxemburgo e a missão da Bielorrússia [1] e a missão do Turquemenistão, Polônia também ocupa a delegação de Madagascar).

A Ásia está organizada em seis províncias: Austrália com sua delegação da China; Colombo (Sri Lanka) com sua delegação de Bangladesh, sua delegação do Paquistão, sua delegação do Japão e sua missão na Coreia do Sul ; Jaffna (Sri Lanka); Índia; Indonésia; Filipinas com sua delegação do Laos e da Tailândia. A África está organizada em sete províncias: Camarões e sua missão da Nigéria, Congo com sua missão de Angola, Natal e sua missão do Zimbábue, Lesoto e sua missão do Botsuana, província central da África do Sul, província do norte da África do Sul, e Namíbia.

Ainda existem quatro províncias na América do Norte, três no Canadá (uma das quais acompanha uma missão no Quênia) e uma nos Estados Unidos (que também cuida da missão na Zâmbia). As três províncias oblatas canadenses são a província de Notre-Dame-du-Cap, que agrupa obras de língua francesa do leste do Canadá, a província de Lacombe, que é a província de língua inglesa e a província de Assunção que reúne obras polonesas e está sediada em Toronto. A América do Sul está dividida em seis províncias[2].

Referências

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

O Commons possui uma categoria contendo imagens e outros ficheiros sobre Missionários Oblatos de Maria Imaculada
Ícone de esboço Este artigo sobre catolicismo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.