Miyagi

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Para outros significados, veja Miyagi (desambiguação).
Província de Miyagi
(宮城県)
Mapa
Mapa do Japão com Miyagi destacado
Informação
Capital Sendai
Região Tohoku
Ilha Honshu
Área 7 285,16 km² (17.º)
 - % água 0,3%
População (1 de Outubro de 2002)
 - Total 2 370 280 (15.º)
 - Densidade populacional 325 hab/km²
Distritos 15
Municípios 71
ISO 3166-2 JP-04
Website Homepage oficial da Província de Miyagi
Símbolos
Flor Lespedeza de Miyagi
(Lespedeza thunbergii)
Árvore Olmo cinzento
( Zelkova serrata)
Ave ganso
Mapa da província de Miyagi

Miyagi (宮城県, Miyagi-ken?) é uma província do Japão localizada na região de Tohoku, ilha de Honshu. A sua capital é Sendai.

História[editar | editar código-fonte]

A província de Miyagi era antigamente parte da província de Mutsu.[1] A província de Mutsu, no norte de Honshu, foi uma das últimas províncias a serem criadas visto que foi necessário tomar as terras dos indígenas Emishi. A antiga capital situava-se onde hoje localiza-se a província de Miyagi.

No terceiro mês do segundo ano da era Wado (709), houve uma revolta contra as autoridades governamentais na província de Mutsu e perto da província de Echigo. Tropas foram imediatamente mandadas para conter a revolta.[2]

No ano 5 da era Wado (712), o território da província de Mutsu era administrativamente independente da província de Dewa. O Daijō-kan da Imperatriz Gemmei continuou a organizar outras mudanças cadastrais no mapa das províncias do Período Nara, bem como no ano seguinte, quando a província de Mimasaka foi dividida da província de Bizen; a província de Hyuga foi separada da província de Osumi; e a província de Tamba foi separada da província de Tango.[2]

Durante o período Sengoku vários clãs dominaram diferentes partes da província. O clã Uesugi construiu uma cidade fortificada em Aizuwakamatsu no sul, o clã Nambu em Morioka no norte, e Date Masamune, um aliado próximo do clã Tokugawa, se estabeleceu em Sendai, que hoje é a maior cidade de Tohoku.

No Período Meiji, quatro novas províncias foram criadas a partir de Mutsu: Província de Rikuchu, província de Rikuzen, província de Iwaki e província de Iwashiro.

A região onde hoje se encontra a província de Aomori continuou a ser parte de Mutsu até a abolição do sistema han e a conversão nacional para a moderna estrutura política do Japão.

Date Masamune construiu um castelo em Sendai visando o seu domínio sobre Mutsu. Em 1871, a província de Sendai foi criada. Foi renomeada para Miyagi no ano seguinte.

Terremoto e Tsunami de Tohoku em 2011[editar | editar código-fonte]

Ver artigo principal: Terremoto e tsunami no Japão

Em 11 de março de 2011, um terremoto de 9.0 na escala Richter, seguido de um grande tsunami, atingiu a província de Miyagi, causando grandes danos à região.[3] Estima-se que o tsunami atingiu cerca de 10 metros de altura.[4]

Geografia[editar | editar código-fonte]

A província de Miyagi localiza-se na região central de Tohoku, banhada pelo Oceano Pacífico, e abriga a maior cidade de Tohoku, Sendai. Há grandes montanhas no oeste e ao longo da costa ao norte, mas a planície central ao redor de Sendai é grande.

Matsushima é conhecida como uma das três melhores paisagens do Japão, com uma baía cheia de 260 pequenas ilhas cobertas de bosques de pinheiros.

A Península de Oshika projeta-se a partir da costa norte da província.

Cidades[editar | editar código-fonte]

Em negrito, a capital da prefeitura.

Distritos[editar | editar código-fonte]

Economia[editar | editar código-fonte]

Ilhas de Matsushima

Apesar de Miyagi ter uma economia com grande participação de pescados e produtos agrícolas, produzindo grandes quantidades de arroz e gado, ela é dominada pelas indústrias maufatureiras em volta de Sendai, principalmente eletrônicos, eletrodomésticos e alimentos processados.

Em março de 2011, a província produziu 4,7% do arroz e 23% das ostras consumidas no Japão.[5]

Em julho de 2011, o governo japonês decidiu banir o comércio de todo o gado de corte do nordeste da província de Miyagi devido à ameaça de contaminação radioativa.[6]

Turismo[editar | editar código-fonte]

Sendai era a cidade-castelo do daimyo Date Masamune. As ruínas do castelo Aoba ainda se mantêm no monte que eleva sobre a cidade. Lá também vive Yamazaki Takashi, personagem de um shonen mangá de autoria de Calvette.

A província de Miyagi é também reconhecida pelas suas paisagens, de onde se destaca a visão das ilhas Matsushima, cobertas de pinheiros, que se espalham como manchas sobre a costa desta província.

Também existem as seguintes atrações:

Festivais e eventos típicos[editar | editar código-fonte]

Um evento de dança no Festival de Aoba
Festival Aoba de Sendai
  • Exibição de Shiroishi Kokeshi, 3 e 5 de maio
  • Festival Aoba de dança estilo Suzume, em maio
  • Festival do Porto de Shiogama, em julho
  • Festival do Tanabata de Sendai, 6 a 8 de agosto
  • Festival Narugo Kokeshi, em setembro


Referências

  1. Nussbaum, "Provinces and prefectures" em "Japan Encyclopedia", p. 780 (em inglês).
  2. a b Titsingh, Isaac. (1834). Annales des empereurs du japon, p. 64] (em francês).
  3. «Análise do USGS de 13-03-2011». Earthquake.usgs.gov. Consultado em 13 de março de 2011 
  4. Devastating Tsunami Strikes Northeastern Japan (em inglês)
  5. Schreiber, Mark, "Japan's food crisis goes beyond recent panic buying", Japan Times, 17 de abril de 2011, p. 9 (em inglês).
  6. Japan suspends shipment of Miyagi beef over contamination (em inglês)

Bibliografia[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Commons
O Commons possui imagens e outras mídias sobre Miyagi
Província de Miyagi
Cidades
Furukawa | Higashimatsushima | Ishinomaki | Iwanuma | Kakuda | Kesennuma | Kurihara | Natori | Osaki | Sendai | Shiogama | Shiroishi | Tagajo | Tome
Distritos
Igu | Kami | Katta | Kurihara | Kurokawa | Miyagi | Monou | Motoyoshi | Oshika | Shibata | Shida | Tamatsukuri | Toda | Watari


Flag of Japan.svg   Este artigo é um esboço sobre Geografia da província de Miyagi. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.