Mocidade Independente de Presidente Vargas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book-4.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, o que compromete a verificabilidade (desde outubro de 2016). Por favor, insira mais referências no texto. Material sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Presidente Vargas
Fundação 15 de outubro de 1985 (33 anos)
Cores
Azul
Amarelo
Branco
Símbolo Águia
Bairro Presidente Vargas
Presidente Michel Torres
Presidente de honra Garcia Neto
Desfile de 2019
Enredo O Soldado Inabalável, Vestido com as Armas de Jorge. Carliomar Brandão, hoje Minha Águia te Dedica o Pavilhão!

O GRES Mocidade Independente de Presidente Vargas é uma escola de samba de Manaus, no Amazonas. É conhecida como "Águia da Matinha", numa referência à Matinha, nome antigo do atual bairro Presidente Vargas, onde está a quadra da escola, mais precisamente na Avenida Ayrão, 282.[1]

História[editar | editar código-fonte]

A Presidente Vargas iniciou como Bloco de Enredo em 1985[1], tendo chegado ao auge em 1990 na então Av. Djalma Batista, foi quando revelou o cantor e compositor Miguel Faria.

Em 1999 desfilou apenas com abadás em homenagem ao falecido cantor de toadas de boi e morador da Matinha - Casagrande, falecido em dezembro de 1998. Naquele ano, não houve subvenção às pequenas escolas por parte da prefeitura da cidade e do governo do Estado. Em 2000 a escola voltou à cena e é campeã junto às outras três agremiações (Ipixuna, Ciganos e Primos da Ilha) já que não houve julgamento. Em 2001 mais uma vez não houve julgamento oficial.

Em 2002 a escola desfilou mas não concorreu ao título em represália à direção do Grupo 1, por vários aspectos. Nos anos seguintes conquistou três vice-campeonatos (2003 e 2004 pelo Grupo 1, e 2005 pelo Grupo Especial - Convidadas) e obteve dois títulos (2006 pelo Grupo Especial - Convidadas, e em 2007 pelo Grupo de Acesso). Tanto em 2008 quanto em 2009 ficou em oitavo lugar ao disputar o Grupo Especial.

Em 2010, às vésperas do Carnaval, decisão judicial determinou que a AGEESMA não era obrigada a permitir que a Presidente Vargas e a Andanças de Ciganos desfilasse, motivo pelo qual ambas as escolas não participaram do Carnaval em 2010, no entanto, foram aceitas no Grupo Especial no ano seguinte.[2] Por isso, a Presidente Vargas utilizou em 2011 o mesmo enredo que seria apresentado em 2010.

Caiu para o Acesso A em 2012, onde desfilou com o enredo "Dona Flor", homenageando a floricultura mais famosa da cidade,[3] obtendo o título de campeã do grupo.[4] Em 2013, na sua volta ao Grupo Especial, a escola homenageou o centenário do Atlético Rio Negro Clube, porém terminou a apuração em último lugar e retornou ao Acesso A em 2014, sofrendo novo descenso. A partir de então, passou a figurar no Grupo de Acesso B, onde já obteve dois vice-campeonatos (2016 e 2018).

Segmentos[editar | editar código-fonte]

Presidentes[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
João Almeida 1995-2011 [3]
José Garcia Rodrigues Neto 2011- abril de 2013 [5]
Márcio Almeida Abril de 2013-agosto de 2015 [6]
Michel Torres agosto de 2015 - junho 2017
Michel Torres Outubro de 2017- atualmente

Presidentes de honra[editar | editar código-fonte]

Nome Mandato Ref.
Garcia Neto ?-atualidade

Diretores[editar | editar código-fonte]

Ano Diretor de Carnaval Diretor de harmonia Mestre de bateria Ref.
2013 Bel [5]
2014 comissão de carnaval comissão de harmonia Luciano
2015
2016 Luciano, Luiz, Bento e Rangel
2017 Vinicius,João Almeida, João Lúcio, Junior, Yago, João Victor, André Nascimento, Joolie Monteiro

Coreógrafo[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2017

Casal de Mestre-sala e Porta-bandeira[editar | editar código-fonte]

Ano Nome Ref.
2017

Corte de bateria[editar | editar código-fonte]

Ano Rainha Madrinha Ref.
2017

Carnavais[editar | editar código-fonte]

Presidente Vargas
Ano Colocação Grupo Enredo Carnavalesco Intérprete Ref
1996 3° lugar 1 Alô Manaus!
1997 3° lugar 1 O enigma das Amazonas
1998 3° lugar 1 Noites de Festa, Dia de Reis
Desfilou, mas não disputou em 1999
2000 Campeã 1
2001 Campeã 1 O Mundo da Alegria
Desfilou, mas não disputou em 2002
2003 Vice-Campeã 1 Fome Zero: Estava Escrito Nas Estrelas
2004 Vice-Campeã 1 Pará, Patchuli, Banho de Cheiro Pelo Ar
2005 Vice-Campeã Especial - Convidadas Quando o Brasil Começou a Sambar
2006 Campeã Especial - Convidadas Um Pequeno Grão de Areia, Uma Duna de Sabedoria. Sinésio Campos Hoje é o Rei Desta Folia
2007 Campeã Acesso Nova Olinda do Norte
2008 8° lugar Especial Do Barro Se Fez o Homem, O Homem se Fez Oleiro, e Assim Surgiu Iranduba, Porque Deus é Brasileiro

Compositor:Miguel Faria

Miguel Faria [7]
2009 8° lugar Especial Roraima do Extremo Norte do País
2010 Impedida de desfilar No Planalto Central nasce a nova capital, Brasília 50 anos de Glória
2011 10º lugar Especial Uma homenagem amazônica aos 50 anos da Capital do Brasil
2012 Campeã Acesso A Dona Flor [3][4]
2013 8º lugar Especial Em seus espelhos se refletem a tradição, nos esportes, garra e coração. Atlético Rio Negro Clube, 100 anos de amor e paixão

Compositores: Kleber Paiva, Marlon Oliveira, Rodrigo Novaes, Shazam, Thiago Meiners e Betinho Filho

Marino Caldas
Edmundo Martins
Evandro Malandro [5]
2014 5º lugar Acesso A Mãos Comissão de carnaval (Varildo Almeida, Edmundo, Manoel) Agnaldo do Samba
2015 4º lugar Acesso B Matinha, uma história de amor, cultura e arte Fabinho da PV
2016 Vice-Campeã Acesso B Miscigenação que veste minh'alma, relicário de rara beleza, meu querubim fiel e amado, salve São Gabriel da Cachoeira! Comissão de Carnaval: Yago, Mingo e Laura Laser Hemerson
2017 4º lugar Acesso B Mas olha já!? Avermelhou do lado de lá: Israel Paulain é a festa e já vai começar Diego
2018 Vice-Campeã Acesso B Nas asas da minha água, vivi e vim mostrar, que cultura de bar também é popular
2019 Acesso B O Soldado Inabalável, Vestido com as Armas de Jorge. Carliomar Brandão, hoje Minha Águia te Dedica o Pavilhão!

Referências

  1. a b Daniel Sales / SG Produções (2008). É tempo de sambar. [S.l.]: Norte Mania. p. 188 
  2. Quintal do Samba (2 de fevereiro de 2011). «Grupo Especial de Manaus terá dez escolas de samba». Consultado em 29 de novembro de 2016 
  3. a b c Rota do Samba (14 de fevereiro de 2012). «Manaus: Ordem dos desfiles de todos Grupos e o raio-x do Acessos.». Consultado em 9 de setembro de 2014. Cópia arquivada em 8 de setembro de 2014 
  4. a b «Presidente Vargas consegue acesso no Carnaval de Manaus». Consultado em 16 de julho de 2012 
  5. a b c Marcos Santos (9 de fevereiro de 2013). «Escolas do Grupo Especial desfilam neste sábado (confira as letras e cante os sambas-enrêdos)». Consultado em 29 de novembro de 2016. Cópia arquivada em 30 de novembro de 2016 
  6. http://www.fatoamazonico.com/site/coluna/boi-manaus/
  7. Daniel Sales / SG Produções (2008). É tempo de sambar. [S.l.]: Norte Mania. p. 175