Moctezuma I

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Moctezuma I
Moctezuma I no Códice Mendoza.
Tenochtitlan Glyph ZP.svg
Huey Tlatoani
Tlatoani de Tenochtitlan
14401469
predecessor Itzcoatl
sucessor Axayacatl
Esposa Chichimecacihuatzin I
Nome completo
wewemotekʷˈsoma
Dinastia Dinastia Imperial Asteca
Pai Huitzilihuitl
Mãe Miahuaxihuitl
Nascimento 1398
Tenochtitlan
Morte 1469 (71 anos)
Tenochtitlan

Moctezuma I (náuatle/nauatle : weːwemoteːkʷˈsoːma  ; português: Serpente de Obsidiana, 13981469) também conhecido como Motecuhzoma Ilhuicamina, Huehuemotecuhzoma ou Montezuma I, foi o quinto tlatoani de Tenochtitlan, reinou de 1440 a 1469

Vida[editar | editar código-fonte]

Moctezuma era filho do Tlatoani Huitzilihuitl e de Miahuaxihuitl. Era um irmão de Chimalpopoca, Tlacaelel e Huehue Zaca. Foi pai de Atotoztli II que se casou com um filho do Tlatoani anterior e seu tio Itzcoatl. Seus outros filhos seriam os próximos três tlatoque de Tenochtitlan.

Moctezuma ascendeu ao poder em 1440, após a morte de seu tio Itzcoatl. Como tlatoani, Moctezuma solidificou a aliança com as duas cidades-estado vizinho, Tlacopan e Texcoco (Tríplice Aliança Asteca).

A expansão do império foi brevemente interrompida por uma grande seca de quatro anos que atingiu o Vale do México, em 1450, e várias cidades em Morelos tiveram de ser reconquistada depois da seca diminuiu [1] . Motecuhzoma e Nezahualcoyotl continuaram a expandir o império à leste em direção ao Golfo do México , subjugando os Huastecas e os Totonacas e ganhando assim acesso a bens exóticos, como cacau, borracha, algodão, frutas, penas e conchas.

Entre as maiores conquistas astecas, Moctezuma e Nezahualcoyotl de Texcoco organizaram a construção e conclusão de um sistema de aqueduto de tubos duplos, fornecendo água fresca a cidade de Tenochtitlan.

Motecuhzoma criou novas leis que diferenciavam nobres de plebeus e instituiu a pena de morte para o adultério e outros delitos [2] . Por decreto real, uma escola supervisionada pelo clero foi construída em cada bairro [2] . Nos bairros plebeus havia a escola chamada telpochcalli onde os alunos recebiam instrução religiosa básica e treinamento militar [3] . Um segundo tipo de escola, mais prestigiado chamado de calmecac ensinava os filhos da nobreza, bem como plebeus de alto nível que se tornariam sacerdotes ou artesãos [3] . Motecuhzoma também criou um novo título chamado quauhpilli que poderia ser atribuídas aos plebeus. Este título era uma forma de nobreza menor não-hereditária concedido por um excelente serviço civil ou militar. Em alguns casos raros, os plebeus que receberam este título se casaram com famílias reais e tornaram reis [4] .

Um componente desta reforma foi a criação de guerras rituais chamadas Xochiyáoyotl (Guerras floridas). Estas guerras criavam um fornecimento estável de guerreiros astecas experientes e prisioneiros de guerra para o sacrifício humano. As Guerras floridas eram organizadas pelos imperadores tendo como alvo cidades inimigas e realizadas especificamente com a finalidade de recolher prisioneiros para o sacrifício. De acordo com relatos históricos, essas guerras foram instigadas por Tlacaelel como forma de apaziguar os deuses em resposta a um forte seca que devastou o Vale do México entre 1450 e 1454. As Guerras floridas foram principalmente travadas entre o Império Asteca e as cidades da Confederação de Tlaxcala [5] .

Em 1458, Moctezuma liderou uma expedição na Região Mixteca contra a cidade-estado de Coixtlahuaca; a pretexto de ter maltratado os comerciantes astecas. Apesar do apoio de contingentes de Tlaxcala e guerreiros Huexotzingo, tradicionais inimigos dos astecas, os Mixtecas foram derrotados. Enquanto a maioria dos chefes derrotados foram autorizados a manter as suas posições, o governante Atonal foi ritualmente estrangulado e sua família foi levada como escravos. O Códice Mendoza registra que o tributo devido por Coixtlahuaca consistiu de 2.000 cobertores (de 5 tipos), conjuntos de equipamentos militares com cocares e escudos para 2 tropas, grãos de pedras verdes, 800 sacos de penas verdes, 40 sacos de corante de cochonilha, e 20 taças de ouro em pó .

Campanhas semelhantes foram realizados contra Cosamaloapan, Ahuilizapan (Orizaba), e Cuetlachtlan (Cotaxtla).



Mapa mostrando a expansão do território conquistado pela Tríplice Aliança Asteca. As áreas conquistadas por Moctezuma I estão pintadas de pink



Precedido por
Itzcoatl
Tenochtitlan Glyph ZP.svg Tlatoani de Tenochtitlan
1440 - 1469
Sucedido por
Axayacatl
Precedido por
Itzcoatl
Tenochtitlan Glyph ZP.svg Huey Tlatoani
1440 - 1469
Sucedido por
Axayacatl
Precedido por
Itzcoatl
Tlacochcalcatl.jpg Tlacochcalcatl
1427 - 1440
Sucedido por
Tlacaelel

Ver Também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. Ross Hassig, Aztec Warfare (em inglês) University of Oklahoma Press, 1995 pp. 160 - 161 ISBN 9780806127736
  2. a b Diego Durán, The History of the Indies of New Spain (em inglês) University of Oklahoma Press, 1994 pp. 208 - 211 ISBN 9780806126494
  3. a b Manuel Aguilar-Moreno , Handbook to Life in the Aztec World (em inglês) Oxford University Press, 2007 pp. 98 - 102 ISBN 9780195330830
  4. James Lockhart , The Nahuas After the Conquest: A Social and Cultural History of the Indians of Central Mexico, Sixteenth Through Eighteenth Centuries (em inglês) Stanford University Press, 1992 pp. 109 - 110 ISBN 9780804723176
  5. Xavier Noguez , Alfredo López Austin, De hombres y dioses (em espanhol) El Colegio de Michoacán A.C., 1997 pp. 179 - 185 ISBN 9789686341812