Modelo Balbúrdia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Ambox important.svg
Foram assinalados vários aspectos a serem melhorados nesta página ou se(c)ção:

No início da computação, poucos programadores seguiam algum tipo de metodologia baseando-se, em sua maioria, na própria experiência.[onde?] Era o que chamamos[quem?] hoje de Modelo Balbúrdia, sistemas desenvolvidos na informalidade sem nenhum tipo de projeto ou documentação.

Nesse modelo de programação, o software tende a entrar num ciclo de somente duas fases: o de implementação e de implantação.[necessário esclarecer]

Os ajustes ao software para atender aos novos requisitos sempre são em clima de urgência e de stress, motivados por vários fatores, e principalmente por pressão política.[carece de fontes?] Estes fatores algumas vezes implicam longas jornadas de trabalho e contribuem para o desgaste físico e psicológico dos profissionais envolvidos no projeto, desmotivando-os. Consequentemente geram baixa qualidade e confiabilidade do software desenvolvido e também tornam cada vez mais difícil a sua manutenção e alteração.

Portanto, havia a necessidade se criar um “ciclo de vida” mais inteligente para o desenvolvimento de software, ou seja, um “ciclo de vida” semelhante à própria natureza, com início, meio e fim bem definidos.

Este se tornou o método mais utilizado entre as empresas de software no mundo, apesar de nenhuma delas admitir o seu uso.[carece de fontes?]