Modelo Global de Dados

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Text document with red question mark.svg
Este artigo ou secção contém fontes no fim do texto, mas que não são citadas no corpo do artigo, o que compromete a confiabilidade das informações. (desde novembro de 2011)
Por favor, melhore este artigo inserindo fontes no corpo do texto quando necessário.
Wikitext.svg
Esta página ou seção precisa ser wikificada (desde novembro de 2011).
Por favor ajude a formatar esta página de acordo com as diretrizes estabelecidas.
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde novembro de 2011).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.

O Modelo Global de Dados (MGD) é um modelo de dados e processos em alto nível e tem como objetivo mapear as informações armazenadas nos sistemas do Governo Federal[nota 1] Este modelo foi adotado pela e-Ping e definido como a Arquitetura de Interoperabilidade para Integração de Dados e Processos, possibilitando o compartilhamento e o reuso de informações nas soluções atuais e em desenvolvimento na Administração Pública Federal.

Para adoção do pradrão Modelo Global de Dados estão disponíveis sem custo, no site http://modeloglobaldados.serpro.gov.br/modelo-global-de-dados, as metodologias e notações, conteúdo para capacitação e modelo de governança e gestão, garantindo a integridade e qualidade de suas informações durante sua evolução.

Contextualização[editar | editar código-fonte]

Em meados de 2009, foi criado o Comitê Interministerial do Macroprocesso de Planejamento, Orçamento e Finanças (MPOF) formado pelo Ministério do Planejamento, Orçamento e Gestão - MPOG, Ministério da Fazenda - MF e Serviço Federal de Processamento de Dados - SERPRO. Esse comitê foi responsável por identificar melhorias na atual forma de realização das atividades e no planejamento de programas e ações de Governo.

O padrão Modelo Global de Dados (MGD) surgiu da necessidade de identificar e integrar as informações entre os sistemas de informações do Governo Federal. A elaboração de um mapa integrado e dinâmico de dados formado pelos diversos sistemas de informações que compõem os Sistemas de Gestão Administrativa (SGA)[nota 2]. Estes são responsáveis por um processo de gestão governamental como: acompanhamento dos programas e ações do Governo, administração financeira e contábil, compras e contratações, elaboração e acompanhamento do orçamento, dentre outros.

Sistemas Estruturantes[editar | editar código-fonte]

Atualmente, o MGD conta com as informações dos sistemas estruturantes de governo geridas pelo Ministério de Planejamento Orçamento e Gestão - MPOG tais como:

  • Sistema Integrado de Administração de Recursos Humanos - SIAPE;
  • Sistema Integrado de Administração de Serviços Gerais - SIASG;
  • Sistema de Informações Organizacionais do Governo Federal - SIORG;
  • Sistema Integrado de Administração Patrimonial - SIAPA;
  • Sistema Integrado de Dados Orçamentários - SIDOR, dentre outros.

Já os sistemas geridos pela Secretaria do Tesouro Nacional – STN do Ministério da Fazenda - MF tem-se:

  • Sistema Integrado de Administração Financeira do Governo Federal - Siafi;
  • Operações Oficiais de Crédito – O2C;
  • Haveres da União, dentre outros.

Falta de Integração entre Sistemas[editar | editar código-fonte]

Devido aos sistemas terem sido desenvolvidos em épocas diferentes, com plataformas e tecnologias distintas a integração entre esses sistemas não ocorrem e assim cada um opera isoladamente. Caso esses sistemas fossem interoperáveis, ou seja, se comunicassem a gestão administrativa do Governo Federal seria mais eficiente, ampliando o entendimento e possibilitando um melhor controle das informações geradas e tratadas por estes.

O MGD busca solucionar o problema da falta de integração de dados e processos, identificando as ações necessárias para a integração, modernização e o desenvolvimento de soluções que suportem a tomada de decisão. É utilizado como referência para a manutenção, atualização dos sistemas legados e o desenvolvimento de novas versões dos Sistemas de Gestão Administrativa.

Metodologia[editar | editar código-fonte]

O MGD realiza o mapeamento dos dados levantados, registrando as informações relevantes ao negócio e conta com sua estrutura, semântica e os processos que tratam desses dados. Com isso permite-se identificar o dono da informação, verificando em qual processo a informação é criada e em quais processos esta é consumida ou alterada oferecendo insumos importantes para o rastreamento da vida do dado.

Essa metodologia aborda as seguintes visões:

  • Visão de dados: Apresenta um mapa com as principais entidades de negócio onde estão guardadas as estruturas e as descrições.
  • Visão de negócio: Mapeia os processos de negócio verificando quando cada informação é criada ou consumida.
  • Visão integrada de processos: Verifica-se onde um processo impacta no seguinte e quais processos podem ser integrados.

Notas

  1. Esse modelo considera apenas as informações relevantes para o entendimento do negócio, não levando em consideração os detalhes operacionais ou tecnológicos.
  2. Nesse sentido, o MGD pretende gerir melhor as informações a partir de uma visão global e integrada dos dados, possibilitando a melhoria do negócio

Ligações externas[editar | editar código-fonte]