Modesto Carone

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Modesto Carone
Nascimento 9 de fevereiro de 1937
Sorocaba, São Paulo
Morte 16 de dezembro de 2019 (82 anos)
Prémios Prémio Jabuti (1980), (1989), (1999)
Género literário Romance, conto
Movimento literário Pós-modernismo

Modesto Carone Netto (Sorocaba, 9 de fevereiro de 1937[1] - São Paulo, 16 de dezembro de 2019)[2][3] foi um escritor, jornalista e tradutor brasileiro.

Formado em Direito e Letras pela Universidade de São Paulo (USP), Carone foi professor de literatura na Universidade de Viena (Áustria), país em que se mudou em 1965 e onde se casou com sua primeira esposa, Marilene Carone. Retornou ao Brasil em 1958 e foi professor na Universidade Estadual de Campinas (Unicamp) e na USP.[2]

Trabalhou ainda como jornalista e destacou-se por ser o principal tradutor brasileiro da obra de Franz Kafka, de quem já verteu toda a obra para o português, incluindo livros que não possuíam traduções anteriores, como "Carta ao Pai" e "O Castelo". Sua primeira tradução de Kafka foi lançada em 1983, nos cadernos do jornal Folha de S. Paulo, e por iniciativa de Luiz Shwarcz, lançou nos anos seguintes toda a obra do autor tcheco.[2]

Além de tradutor também foi autor de ficção e ensaísta. Em 1997 escreveu o romance Resumo de Ana, ganhador do Prêmio Jabuti de 1999, na categoria romance.

Modesto morreu em São Paulo, em 16 de dezembro de 2019, de parada cardiorrespiratória.[2]

Obra[editar | editar código-fonte]

  • As Marcas do Real (1979)
  • Aos Pés de Matilda (1980)
  • Dias Melhores (1984)
  • Resumo de Ana (2003)
  • Lição de Kafka (2009)
  • Por Trás dos Vidros (2017)

Referências

  • Almanaque Autores. Banco de Dados Folha de S.Paulo. Visitado em 17/07/2007. [1]
  • Amâncio, Moacir. A Angústia de Modesto Carone, o tradutor brasileiro de Kafka. Visitado em 17/07/2007. [2]


Ícone de esboço Este artigo sobre uma pessoa é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.