Modo imperativo

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa

O modo imperativo é o modo verbal pelo qual[1] se expressa uma ordem, pedido, desejo, súplica, conselho, convite, sugestão, recomendação, solicitação, orientação, alerta ou aviso, ou ate mesmo uma ordem. Este modo pode ser afirmativo ou negativo. No modo imperativo negativo é necessário uma palavra negativa precedendo o verbo. Sempre se retira a palavra que do presente do subjuntivo.

No modo imperativo ajuda você na locução adverbial, as formas de 2° pessoa (do singular e plural) originam-se do presente do indicativo, sem a última letra s; as demais são as mesmas do presente do subjuntivo, excetuando-se o verbo ser.

Formação[editar | editar código-fonte]

No imperativo, não existe a primeira pessoa do singular (eu). Pode-se posicionar os pronomes pessoais após os verbos. Retira-se a palavra que do presente do subjuntivo.

Afirmativo ou positivo[editar | editar código-fonte]

  • Segunda pessoa (singular e plural): usa-se o verbo conjugado nas segundas pessoas do singular e plural, respectivamente, do presente do indicativo, cortando-se a última letra s.
    • Exemplo 1: Corre (tu) até aqui.
  • Terceira pessoa (singular e plural): usa-se o verbo conjugado nas terceiras pessoas do singular e plural, respectivamente, do presente do subjuntivo.
    • Exemplo 1: Corra (ele,ela) até lá.
  • Primeira pessoa (apenas plural): usa-se o verbo conjugado na primeira pessoa do plural do presente do subjuntivo. Não se corta a letra s.
    • Exemplo 1: Façamos (nós) aquilo.

Negativo[editar | editar código-fonte]

O modo negativo requer que um advérbio negativo preceda o verbo conjugado.

  • Primeira pessoa (apenas plural), segunda e terceira pessoas (singular e plural): usa-se o verbo conjugado do singular e plural, respectivamente, do presente do subjuntivo. Não se corta a letra s.
    • Exemplo 1: Não corras (tu) para lá.

Exemplos de conjugação no Imperativo[editar | editar código-fonte]

Verbo amar no Imperativo afirmativo:

  • ama tu
  • ame você/ele
  • amemos nós
  • amai vós
  • amem vocês/eles

Verbo fazer no Imperativo afirmativo:

  • faze ou faz tu
  • faça você/ele
  • façamos nós
  • fazei vós
  • façam vocês/eles

Verbo amar no Imperativo negativo:

  • não ames tu
  • não ame você/ele
  • não amemos nós
  • não ameis vós
  • não amem vocês/eles

Verbo fazer no Imperativo negativo:

  • não faças tu
  • não faça você/ele
  • não façamos nós
  • não faças vós
  • não façam vocês/eles

Exceção à regra[editar | editar código-fonte]

Verbo ser:

  • sê tu (e não é tu)
  • seja você
  • sejamos nós
  • sede vós (e não soi vós)
  • sejam vocês
  • Também os verbos saber (saiba etc.), dar (dê); ir (vá etc.); estar (esteja etc.) e haver (haja etc.)

Referências

  1. Dylan, Bob (12 de maio de 1990). «pt-br:wiktionary». Wikcionário. Consultado em 23 de agosto de 1992  Verifique data em: |acessodata= (ajuda)
Ícone de esboço Este artigo sobre linguística ou um linguista é um esboço relacionado ao Projeto Ciências Sociais. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.