Moise Safra

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Moise Safra
Nome completo Moise Yacoub Safra
Nascimento 5 de abril de 1934
Beirute
Morte 14 de junho de 2014 (80 anos)
São Paulo
Nacionalidade brasileiro
libanês
Progenitores Mãe: Esther Teira Safra
Pai: Jacob Safra
Parentesco Edmond Safra (irmão)
Joseph Safra (irmão)
Cônjuge Chella Dias Cohen Safra (?-2014)

Patrimônio Liquido : 2,7 bil $ (hurun.net) ANO 2016.

Filho(s) Jacob, Ezra, Edmond, Esther, Olga
Ocupação Banqueiro e filantropo
Causa da morte Infarto

Moise Yacoub Safra (Beirute, 5 de abril de 1934[1]São Paulo, 14 de junho de 2014) foi um banqueiro e filantropo libanês,[2] naturalizado brasileiro, cofundador do Banco Safra,[3] junto aos irmãos Edmond e Joseph.

Biografia[editar | editar código-fonte]

Sua família, de origem árabe/judaica (judeus halabim), mudou-se para o Brasil na década de 1950, onde iniciou suas atividades no setor bancário, fundando o Banco Safra em 1955. Seu pai, Jacob Safra, geriu a criação do conglomerado financeiro. Ainda no Líbano, Jacob havia fundado o Banco Jacob E. Safra, na década de 1920. No Brasil, o Banco Safra foi gerido pelo pai e pelos três filhos por muitos anos.[4][2]

Entre seus investimentos, estão participações na Aracruz Celulose (papel e celulose), uma empresa telefônica em Israel e diversos bancos espalhados pelo mundo. Foi considerado um dos principais bilionários brasileiros por revistas especializadas.[4] Em 2006, vendeu sua participação no Banco Safra ao irmão Joseph, numa transação estimada em dois bilhões de dólares.[5] A mais recente empreitada dele deu-se em 2013, quando — associado à magnata chinesa Zhang Xin — adquiriu 40% do General Motors Building; edifício situado em Manhattan, erguido pela General Motors Corporation em 1964.[6][5]

Assim como seus irmãos, sempre esteve envolvido no apoio à causas benevolentes, com atenção especial à filantropia; cuja administração das atividades é exercida por sua esposa, Chella Safra.[7][8][9]

Morreu devido um infarto, no Hospital Israelita Albert Einstein, em São Paulo, aos 80 anos em 14 de junho de 2014. Lutava contra um câncer e sofria do mal de Parkinson. Deixa a esposa Chella e os filhos Jacob, Ezra, Edmond, Esther e Olga.[4][1][10]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b «História». M. Safra & Co. Consultado em 19 de junho de 2014. Arquivado do original em 23 de outubro de 2014 
  2. a b «Morre Moise Safra, um dos fundadores do Banco Safra». Veja São Paulo. 15 de junho de 2014. Consultado em 15 de junho de 2014 
  3. Dearo, Guilherme (15 de junho de 2014). «Morre Moise Safra, um dos fundadores do Banco Safra». Revista Exame. Consultado em 15 de junho de 2014 
  4. a b c «Morre em SP o bilionário Moise Safra». G1. 15 de junho de 2014. Consultado em 15 de junho de 2014 
  5. a b «Magnata Brasileiro Moise Safra morre em SP aos 79 anos». Folha de S. Paulo. 15 de junho de 2014. Consultado em 15 de junho de 2014 
  6. Sorano, Vitor (15 de junho de 2014). «Morre Moise Safra, um dos homens mais ricos do Brasil». iG. Consultado em 15 de junho de 2014 
  7. «Chella Safra & "A filantropia da família Safra"». OvadiaSaadia. 30 de Outubro de 2013. Consultado em 15 de junho de 2014. Arquivado do original em 9 de setembro de 2017  |urlmorta= e |li= redundantes (ajuda)
  8. Terzian, Françoise (29 de novembro de 2013). «Safra: o sobrenome da filantropia no Brasil». MSN. Consultado em 15 de junho de 2014 
  9. Parra-Bernal, Guillermo (15 de junho de 2014). «Banqueiro Moise Safra morre aos 79 anos, dizem fontes». R7. Consultado em 15 de junho de 2014 
  10. Moise Safra, banqueiro e empresário. Revista Veja. São Paulo: Confiança. Ano 47, nº. 2379, 25 de junho de 2014.