Molejas

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa


Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde dezembro de 2017). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Moleja é um termo culinário para o timo ou o pâncreas especialmente das carnes do vitelo e de cordeiro, e, menos comumente também para a carne bovina e de porco.[1]

Várias outras glândulas, utilizadas em refeições, às vezes também são chamadas de molejas. Como o tumor da glândula parótida, as glândulas sublinguais, bem como o ovário e testículos.

Uma forma comum de servi-la — principalmente nas ilhas britânicas — consiste na preparação do timo refogado que envolve o cozimento em água salgada, em seguida, escalfado ao leite, depois que a membrana externa é removida. Depois de secos e refrigerados são geralmente empanados e fritos.[2]

As molejas também são utilizadas em recheios ou patês. Em muitos pratos latino-americanos, são grelhadas como, por exemplo, na culinária argentina. Também são típicas da cozinha turca onde são servidas em pães.

Referências

  1. «Priberam». Consultado em 21 de novembro de 2017. 
  2. «British Food: Sweetbreads». 10 de abril de 2013. Consultado em 21 de novembro de 2017. 


Veja também[editar | editar código-fonte]