Mondina

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Question book.svg
Este artigo ou secção não cita fontes confiáveis e independentes (desde março de 2019). Ajude a inserir referências.
O conteúdo não verificável pode ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)

Mondina ou Mondine ou ainda mesmo Mondariso ( do verbo em italiano "mondare", que é traduzido como "para limpar" ou "purificar") era um trabalhador sazonal dos Campos de Arroz da Itália, principalmente na Planície do Pó do final do século XIX até a primeira metade do século XX.

O trabalho das mondinas era o de monda, com a capina, tal trabalho se difundiu no norte da Itália na mesma época. O trabalho consistia em remover as ervas daninhas que cresciam nos campos de arroz e que, consequentemente, impediam o crescimento saudável de plantas jovens de arroz. O trabalho ocorria durante o alagamento dos campos, desde o final de abril até o início de junho de cada ano, período o qual os brotos delicados precisavam ser protegidos, nos primeiros estágios de seu desenvolvimento, das diferenças de temperatura entre o dia e a noite. Consistia basicamente em duas fases:

  • Transplantar as plantas
  • Podar daninhas.


Sobre o trabalho[editar | editar código-fonte]

Era um trabalho muito cansativo, praticado por pessoas de classe social baixa, geralmente vindas de Emília-Romanha, Vêneto ou Lombardia, que emprestou seu trabalho, especialmente nos campos de arroz nas províncias de Vercelli, Novara e Pavia. Nos campos de arroz de Molinella houve os primeiros protestos de mondine para obter melhores condições de vida.

Roupas[editar | editar código-fonte]

As roupas consistiam em:

  • meias de algodão e lenço puxados no rosto, para proteger contra as picadas dos numerosos insetos que infestam esses ambientes pantanosos;
  • chapéu de aba larga para proteger do sol com um lenço (a sua escolha);
  • saias.

Hoje o papel da mondine é desempenhado por Herbicidas.

Condições de trabalho[editar | editar código-fonte]

As condições de trabalho eram ruins. O horário era complicado e os salários das mulheres eram muito inferiores aos dos homens. Isso fez com que o descontentamento crescesse, o que, no início dos anos 1900, resultou em diversos tumultos. A alegação principal, bem resumida pela canção 'Se oito horas são muito poucas' , visava limitar o dia útil a oito horas e conseguiu obter alguns resultados entre 1906 e 1909 , quando municípios inteiros de Vercelli aprovaram regulamentos que confirmaram essa afirmação. Além disso, eles arriscaram inúmeras doenças por causa dos mosquitos, que foram encontrados nos campos de arroz e das sanguessugas