Monica Mattos

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Monica Mattos
Pseudônimo(s) Monica Mattos, Vivi Santos
Nascimento 6 de novembro de 1983 (38 anos)
Ferraz de Vasconcelos,[1] SP, Brasil
Nacionalidade brasileira
Etnia Latina
Estatura 5 ft 4 in (1,63 m)
Ocupação Atriz pornográfica
Início da atividade 2003
N.º de filmes mais de 360 (por IAFD)

Mônica Monteiro da Silva[2][3], mais conhecida como Monica Mattos[4] (Ferraz de Vasconcelos, 6 de novembro de 1983), é uma tatuadora, ex-dançarina, ex-apresentadora e ex-atriz de filmes pornográficos brasileira.

Foi considerada uma das atrizes pornográficas mais famosas do Brasil.[3] Em 2015, seu nome era um dos mais buscados no site Pornhub.[5]

Carreira[editar | editar código-fonte]

Começou a trabalhar como prostituta aos 18 anos.[6][7] Iniciou a carreira pornográfica por influência de uma amiga, em 2004, que a apresentou a um produtor, tendo realizado em torno de 300 filmes adultos por diversas produtoras nacionais e internacionais ao longo dos dez anos da carreira encerrada em 2013.[8] Em entrevista, revelou ter assistido a seu primeiro filme pornô aos 10 anos de idade.[9]

Em 2006, foi o tema central de uma grande polêmica ao aparecer em um vídeo onde praticava sexo oral a um cavalo (zoofilia).[1][10] A divulgação desse vídeo causou enorme controvérsia entre o público brasileiro apreciador de filmes pornográficos.[7][10]

Foi contratada do grupo Brasileirinhas, estrelando filmes com celebridades como os atores Matheus Carrieri, Clóvis Basílio dos Santos (mais conhecido como "Kid Bengala") e Alexandre Frota. Em 2007, foi contratada para trabalhar com exclusividade pela Sexxxy Brasil. Participou também de algumas produções americanas[11] a partir de 2005.

Em 2008, se consagrou como a primeira latino-americana a vencer o AVN Award na categoria "Female Foreign Performer of the Year"[12] (performance feminina estrangeira do ano), por sua atuação em Devassa.[13] O prêmio é considerado o Oscar do pornô internacional.[1][6] Essa premiação lhe rendeu visibilidade na mídia, sendo convidada para entrevistas em programas como Programa do Jô[14][13], Conexão Repórter, Pânico e Amor & Sexo.

Foi apresentadora do programa Uma Noite no Paraíso no canal adulto da TVA.

Em 2010, foi chamada pelo diretor e produtor de cinema independente Newton Uzeda para participar de seu primeiro filme não erótico, um curta-metragem de terror.[3][15] Desde então, investiu na carreira de atriz[16] e fazia shows de strip-tease e pole dance pelo Brasil.

Atualmente, Mônica Mattos mudou seu nome, está casada, é mãe de dois filhos e trabalha como tatuadora.[17][18]

Filmes não eróticos[editar | editar código-fonte]

  • 2011: Zombeach
  • 2011: Driller Killer
  • 2013: Red Hookers
  • 2014: O Estripador da Rua Augusta
  • 2015: Steve Cicco - Missão Popoviski
  • 2017: Exorcistas Carinhosos

Filmografia parcial[editar | editar código-fonte]

  • 2010: Mulheres Que Traem 6
  • 2009: 1ª Experiências Bi
  • 2008: My Brown Eyed Girl 2
  • 2007: Viva Latina
  • 2007: Violadas Ao Extremo 11
  • 2006: Brazilian Girlfriends
  • 2006: Bi-Bi Brazil
  • 2005: Carnaval 2005
  • 2005: Sonhos Proibidos
  • 2005: Blistering Blowjobs #7
  • 2004: Carnaval Verão Vale-Tudo

Videoclipes[editar | editar código-fonte]

Prêmios[editar | editar código-fonte]

  • Vencedora do Adam Film World Award 2006 – Best Latin Starlet[21]
  • Indicada do AVN Award 2007 – Female Foreign Performer of the Year[22]
  • Vencedora do AVN Award 2008 – Female Foreign Performer of the Year[23]
  • PIP 2014 – Melhor cena de DP – por Meninas Más[24]

Referências

  1. a b c «A rainha do sexo». Quem 
  2. «.:: O TEMPO ::.». web.archive.org. 23 de outubro de 2008. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  3. a b c «Do Fap-fap-fap Para o Aaarrrghhh!». www.vice.com. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  4. «"Oi @MONICA_MATTOS! Prazer, Monica Mattos."». www.vice.com. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  5. «Pornhub divulga relatório sobre como os brasileiros veem pornografia no site». Canaltech. 19 de janeiro de 2015. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  6. a b Semana, Redação Guia da. «Entrevista com Monica Mattos». Guia da Semana. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  7. a b «Veja 15 curiosidades do universo dos filmes pornôs». www.uol.com.br. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  8. «Ex-atores pornôs revelam os bastidores dos filmes para adultos». Gshow/Amor & Sexo. Novembro de 2013. Consultado em 13 de fevereiro de 2015 
  9. Portalpower. «Entrevista com Monica Mattos». Portal Power - Facebook, Futebol, Carros, Novelas, Fotos e Games 
  10. a b «Biography: Monica Mattos « VideoTramp». videotramp.com 
  11. «Personal Bio Monica Mattos». IAFD.com. Consultado em 6 de agosto de 2007 
  12. Jared Rutter (22 de novembro de 2006). «2007 AVN Awards Nominations Announced». AVN.com. Consultado em 6 de agosto de 2007 
  13. a b «Flávio Ricco - Canal pornô da Band monta programação para Dia Internacional da Mulher». tvefamosos.uol.com.br. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  14. Programa do Jô | Atriz pornô Monica Mattos ganhou prêmio internacional | Globoplay, consultado em 31 de janeiro de 2022 
  15. «Zombeach (2011)». IMDb. 23 de Dezembro de 2011 
  16. «Ex-atriz pornô Monica Mattos investe em filmes de terror». Contraversão. Consultado em 12 de dezembro de 2014. Arquivado do original em 13 de dezembro de 2014 
  17. «https://twitter.com/barbaridadenerd/status/1276188977112977408». Twitter. Consultado em 31 de janeiro de 2022  Ligação externa em |titulo= (ajuda)
  18. «Ex-atriz brasileira diz que mulheres deveriam mostrar os "podres do pornô"». entretenimento.uol.com.br. Consultado em 31 de janeiro de 2022 
  19. «Monica Mattos faz pole dancing». RollingStone. 20 de agosto de 2008 
  20. «Vespas Mandarinas: banda lança novo clipe e fala sobre a carreira». 11 de agosto de 2014 
  21. «2006 Adam Film World Awards Announced Winners». AVN.com. 29 de março de 2007. Consultado em 2 de dezembro de 2007 
  22. Jared Rutter (22 de novembro de 2006). «2007 AVN Awards Nominations Announced». AVN.com. Consultado em 6 de agosto de 2007 
  23. «2008 AVN Awards Winners». AVN.com. 12 de janeiro de 2008. Consultado em 13 de janeiro de 2008. Cópia arquivada em 4 de abril de 2008 
  24. «Vencedores PIP 2014». Prêmio da Indústria Pornô. Arquivado do original em 9 de fevereiro de 2015 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]