Monkeyshines, No. 2

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Monkeyshines, No. 2
 Estados Unidos
1890 •  pb •  
Direção William K.L. Dickson
William Heise
Produção William K.L. Dickson
Elenco G. Sacco Albanese ou
John Ott
Gênero curta metragem
Cinematografia William K.L. Dickson
William Heise
Idioma Não disponível
Cronologia
Monkeyshines, No. 1
Monkeyshines, No. 3
Página no IMDb (em inglês)

Monkeyshines, No. 2 é um experimento que acompanha os resultados de Monkeyshines, No. 1, uma produção experimental do Edison Studios, de Thomas Edison, feita para testar o formato cilíndrico original do cinetoscópio. Este é um dos primeiros filmes da história e um dos primeiros a ser rodado nos Estados Unidos.[1]

Assim como os outros dois filmes da sequência, Monkeyshines, No. 2 mostram uma figura borrada na posição branca em um algum lugar, fazendo grandes gestos, e possuem apenas alguns segundos de duração.

Situação atual[editar | editar código-fonte]

Existem cópias guardadas no Thomas Edison National Historical Park. Além disso, o filme pode ser visto livremente na Internet uma vez que, pela data de produção, encontra-se em Domínio Público.[2]

Elenco[editar | editar código-fonte]

*Não há consenso sobre qual dos dois foi o "ator" utilizado no filme[2]

Ver também[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Referências