Monotipia

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Ambox rewrite.svg
Esta página precisa ser reciclada de acordo com o livro de estilo (desde maio de 2015).
Sinta-se livre para editá-la para que esta possa atingir um nível de qualidade superior.
Disambig grey.svg Nota: Se procura pela denominação biológica, veja Monotípico.

A monotipia é uma técnica de impressão muito simples.

Com esta técnica consegue-se a reprodução de um desenho ou mancha de cor em uma prova única, daí o nome “monotipia”.

A prova obtida, monotipia, não é um duplicado fiel do desenho ou mancha original, na passagem para o papel (impressão), as tintas misturam-se fazendo surgir efeitos imprevisíveis.

A monotipia pode ser feita de diversas técnicas.

A impressão sobre superfície lisa é uma técnica de monotipia e permite obter um resultado previsível, deve-se apenas ter em conta que todos os elementos colocados na matriz de vidro (base) sairão impressos ao contrário, visto que da impressão resulta um positivo de um negativo que é a base, permitindo, apesar de nunca semelhantes, tirar mais uma ou duas provas da matriz, sendo essas progressivamente mais claras.

A monotipia marmoreada consiste na decoração de papel ou tecido com motivos que, pelo seu aspecto lembram o mármore, daí o seu nome. É preparada com tintas de óleo sendo usado este processo para obter padrões de papéis.

Nas técnicas das "maneiras negras" (tanto na litografia como na calcografia), partindo-se de uma superfície negra, na qual, com a utilização de panos (retalhos), esponjas, pedaços de papéis, as áreas de luzes são retiradas, ou seja, abrem-se as áreas claras, utilizando-se, quando necessário, para tal, um pouco de solvente.

Wiki letter w.svg Este artigo é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o. Editor: considere marcar com um esboço mais específico.