Montanhas Hudson

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Vista aérea das montanhas Hudson

As montanhas Hudson são um grupo de montes e nunataks aparentes sobre o manto de gelo espalhados pela Terra de Ellsworth na Antártida. Localizam-se a leste da Baía de Cranton e ao extremo leste do Mar de Amundsen.

Foram descobertos por membros do Serviço Antártico dos Estados Unidos durante voos da operação Highjump em fevereiro de 1940 e mapeados pelo Serviço Geológico dos Estados Unidos em 1946. O nome destas montanhas é uma homenagem ao capitão William L. Hudson, comandante do Peacock que esteve na área já em 1839[1].

Dados colhidos por satélites sugerem que houve uma erupção em um dos nunataks em 1985[2].

Referências

  1. «Antarctica Detail». USGS. Consultado em 31 de maio de 2013. 
  2. «Hudson Mountains». Smithsonian Institution: Global Volcanism Program. Consultado em 31 de maio de 2013. 
Ícone de esboço Este artigo sobre Geografia da Antártida é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.