Montanhas Virunga

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Montanhas Virunga
Monte Nyiragongo
Montanhas Virunga está localizado em: Ruanda
Montanhas Virunga
Coordenadas 1° 25' 45" S 29° 32' 54" E
Altitude 4.507 m
Localização fronteira Ruanda / Uganda /  República Democrática do Congo
Cordilheira Virunga (Rifte Albertino)

As montanhas Virunga são uma cadeia de vulcões na África oriental, localizada ao longo da fronteira entre Ruanda, República Democrática do Congo e Uganda. A cordilheira é um braço da falha Albertina, parte do grande Grande Vale do Rifte. Estão situadas entre os lagos Eduardo e Kivu.

A cordilheira é constituída de oito vulcões maiores que, em sua maioria, já não estão ativos. As exceções são o monte Nyiragongo (3462 metros) e o monte Nyamuragira (3063 metros), na República Democrática do Congo. As últimas erupções ocorridas nestes dois vulcões foram em 2002. O monte Karisimbi (4507 metros) é o mais alto. O monte mais extenso é o Sabyinyo (3634 metros), e que marca a tríplice fronteira entre os países da região.

As montanhas Virunga são o habitat do gorila da montanha, que se encontra em grave perigo e consta na lista vermelha IUCN de espécies em perigo devido a fatores como a perda de seu habitat, a caça indiscriminada, doenças humanas e guerras [1]. O Centro de Investigação Karisoke, fundado por Dian Fossey para a observação dos gorilas em seu estado natural, está localizado entre os montes Karisimbi e Visoke.

Parques nacionais[editar | editar código-fonte]

Montanhas em Virunga[editar | editar código-fonte]

Na ficção[editar | editar código-fonte]

A novela de Michael Crichton Congo é ambientada principalmente na região de Virunga.

Referências

  1. Butynski et. al., 2003

Ver também[editar | editar código-fonte]