Montserrat Figueras

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Montserrat Figueras
Informação geral
Nome completo Montserrat Figueras i Garcia
Nascimento 15 de março de 1942
Local de nascimento Barcelona
Data de morte 23 de novembro de 2011 (69 anos)
Local de morte Bellaterra
Nacionalidade Espanhola
Cônjuge Jordi Savall
Extensão vocal Soprano

Montserrat Figueras i Garcia (Barcelona, 15 de março de 1942[1][2]Bellaterra, 23 de novembro de 2011[3]) foi uma soprano catalã, especializada em música antiga,[4] e referência na interpretação de um amplo repertório vocal das épocas medieval, renascentista e barroca.[5]

Sua trajetória é estreitamente vinculada à de seu marido, o músico Jordi Savall i Bernadet, com quem fundou os grupos Hespèrion XX, Capella Reial de Catalunya e Le Concert des Nations, e com quem realizou numerosas gravações e concertos.[6]

Biografia[editar | editar código-fonte]

Montserrat pertencia a uma família de melômanos, e seu pai era violoncelista. Ainda muito jovem, começou a estudar canto e teatro, sendo aluna de Jordi Albareda, e colaborou com Enric Gisperte. Posteriormente uniu-se ao grupo de música antiga Ars Musicae de Barcelona, onde cantaria obras dos grandes polifonistas espanhóis do século XVI. No mesmo grupo, conheceria Jordi Savall, com quem se casaria em 1968. O casal teve dois filhos: Arianna e Ferran Savall, que são também músicos cantores e instrumentistas. Arianna Savall é principalmente harpista.

Montserrat começou a estudar técnicas vocais de canto antigas em 1966, incluindo desde os trovadores até à música barroca, desenvolvendo um estilo de interpretação que alia vitalidade à fidelidade histórica.[7]

Em 1968, Montserrat Figueras e Jordi Savall instalaram-se em Basileia (Suíça) para estudar na Schola Cantorum Basiliensis e na Musikakademie Basel, com Kurt Widmer, Andrea von Rahm e Thomas Binkeley; permaneceram na Suíça até 1986. Mais tarde continuaram seus estudos com Eva Krasznai. Nesse período, Montserrat desenvolveu um gosto especial pela música antiga, destacando-se como um dos exponentes de uma geração de músicos para os quais era evidente que a música anterior a 1800 necessitava um novo enfoque técnico e estilístico.

Em 1974, o casal constitui, juntamente com Lorenzo Alpert (instrumentos de sopro e percussão) e Hopkinson Smith (instrumentos de corda pulsada), o grupo Hespérion XX, dedicado à interpretação e à revalorização do repertório musical hispânico e europeu anterior a 1800.

Em 1987, Figueras e Jordi Savall contribuíram para a fundação do coro La Capella Reial de Catalunya. O casal também fundou a orquestra Le Concert des Nations e a gravadora Alia Vox. No início deste século, o Hespèrion XX passa a chamar-se Hespèrion XXI.

Montserrat também colaborou com seu marido na trilha sonora do filme Todas as manhãs do mundo (em francês, Tous les matins du monde) de Alain Corneau (1991), sobre a relação entre o Sr de Sainte-Colombe e Marin Marais.

Durante sua carreira artística gravou mais de 60 CDs e recebeu vários prêmios como o Grand Prix de la Nouvelle Académie du Disque, o Edison Klassiek, Grand Prix da Académie Charles-Crose um Grammy pelo livro-CD Dinastía Borgia.

Em 2003 o governo francês concedeu-lhe o título de Officier de l'Ordre des Arts et des Lettres. Em 2011, recebeu o Prêmio Creu de Sant Jordi da Generalidade da Catalunha.

Faleceu em 23 de novembro de 2011, devido a um câncer.[8] [9].

Referências