Moonwalk

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
NoFonti.svg
Esta página ou secção cita fontes confiáveis e independentes, mas que não cobrem todo o conteúdo, comprometendo a sua verificabilidade (desde abril de 2017).
Por favor, adicione mais referências inserindo-as no texto. Material sem fontes poderá ser removido.—Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Dançarino fazendo o Moonwalk em Madri
Minnie the Moocher (1932)

O Moonwalk, é um passo de dança, popularizado pelo cantor norte-americano Michael Jackson, que se tornou sua marca registrada.

O passo era realizado pelo astro durante performances da lendária canção "Billie Jean", mas Michael já o fez em outras performances como "Stranger in Moscow", "Thriller" e "Smooth Criminal". O passo se tornou mundialmente famoso na noite de 25 de março de 1983, no especial da Motown Records transmitido pela TV: "Motown 25: Yesterday, Today and Forever", onde Michael Jackson se apresentou e fez o moonwalk pela primeira vez em público. Michael estava se apresentando com a música "Billie Jean", ao fim da música Michael andou até o lado esquerdo do palco e voltou em um suave e mágico deslizar de costas. A Revista Rolling Stone em uma reportagem da época disse: "Foi aquele o momento que cristalizou o status de celebridade de Michael Jackson". O Moonwalk é famoso por produzir uma espécie de ilusão ótica, uma vez que se tem a impressão de que a pessoa que o executa está andando para a frente, enquanto todo cenário "diz" que está andando para trás.[1]

O moonwalk tornou-se o passo de dança mais famoso de Jackson, ao lado do "The Lean" - Que por sua vez, não menos brilhante, consiste em desafiar a gravidade, inclinando-se para frente, sem tirar os pés do chão, em um incrível ângulo de 45º.

Filme do rei do pop Michael Jackson que leva o mesmo nome do passo

Origem[editar | editar código-fonte]

O passo foi popularizado pelo cantor Michael Jackson, porém, os primeiros registros do passo são de anos antes do músico nascer.


Há muitos casos registrados de os moonwalk; em 1939, foi executado por Cab Calloway.[2] Em 1985, Calloway disse que o movimento foi chamado de "The Buzz", quando ele e outros executavam na década de 1930.[3]

Em 1944, Judy Garland e Margaret O'Brien executaram o passo no filme Meet Me In St. Louis.

Um artista americano chamado Bill Bailey aparece fazendo um movimento quase igual, chamado por ele de Backslide, no filme Cabin in the Sky (1943). Bailey faleceu em 12 de Dezembro de 1978. No fim dos anos 70 Jeffrey Daniel do grupo Shalamar revive o passo no programa Soul Train

Em sua autobiografia Moonwalk, Michael disse que esse passo fora inventado junto com os garotos negros nos guetos de Indiana, nos EUA. Porém o próprio Jeffrey Daniel, figura como dançarino e consultor coreografo em diversos trabalhos de Michael Jackson desde o início dos anos 1980

Motown 25: Yesterday, Today, Forever[editar | editar código-fonte]

Antes pouquíssimo conhecido e popular, o brilhante moonwalk se tornou um dos mais incríveis passos de todos os tempos num piscar de olhos: No dia 25 de Março de 1983, no especial para a TV promovido pela gravadora norte-americana Motown Records, para comemorar seus 25 anos de sucesso, intitulado: "Motown 25: Yesterday, Today, Forever". Michael, junto com seus irmãos, os The Jackson Five - Que durante quase toda a década de 1970 eram contratados da gravadora, responsável inclusive pelo estrelato dos irmãos - foram convidados para interpretar seus maiores sucessos pela gravadora, e Michael, seus sucessos em sua carreira solo, também pelo selo da Motown.[4]

Porém, Michael só aceitou participar da comemoração com uma condição: Cantaria com os irmãos os sucessos da época em que trabalhavam para a empresa, mas queria intepretar seu mais novo sucesso em carreira solo: "Billie Jean", pelo selo da Epic, subsidiária da CBS Records (Gravadora que contratou Michael e os irmãos depois da saída da Motown) - O que, tecnicamente era algo atípico, já que a festa era para comemorar os sucessos da Motown, e a canção "Billie Jean" era de outro selo, a Epic, sendo concorrentes uma da outra.

Porém, Berry Gordy, dono da Motown, apesar de relutar, acabou cedendo, já que Michael já era estrela, e tê-lo em seu especial já era suficiente.

Então, depois de cantar várias canções da época dos The Jackson 5 junto com seus irmãos, Michael ficou sozinho no palco. Vestindo calças e sapatos pretos, chápeu (tipo fedora) e jaqueta [esta última brilhante], camiseta por baixo branca brilhante, assim como as meias, e, para fechar uma luva branca-brilhante (imitando diamantes) na mão esquerda, o futuro Rei do Pop iniciou a coreografia fantástica: Segurando o chápeu, vestiu-o rapidamente com a mão direita, flexionando uma das pernas. Com a mão na virilha e movimentando-se habilmente conforme os acordes de "Billie Jean", atirou o chapéu para o lado, fez um rapido movimento com as mãos, tirando o microfone do suporte com a mão esquerda.

Interpretando brilhantemente cada passo da canção desenvolvida e criada pelo próprio Jackson, acompanhado pelos gritos de empolgação da plateia, fez uma hábil pose e movimentos sincronizados, virou-se e, surpreendendo não somente a todos ali presentes mas todos os telespectadores que assistiam ao especial, Michael apoiou a ponta do pé direito contra o chão e colocando o outro em repouso, em uma sinueta em forma de "L", arrastando o pé esquerdo rapidamente, invertendo o mesmo movimento, fazendo com que Michael deslizasse habilmente para trás, fazendo aquele que se tornaria sua marca registrada e que acabaria por popularizar como um dos passos mais conhecidos de todos os tempos: o moonwalk! Impressionados com os passos, a plateia ficou em choque, vendo Jackson terminar o famoso passo, rodopiando e se apoiando apenas com as pontas dos pés!

Depois de repetir o passo rapidamente de novo, foi ovacionado pela plateia, que, chocada, aplaudiu de pé o futuro Rei do Pop, confirmando naquele momento seu enorme talento e provando o porquê de seu estrelato e fama absurdos.

Referências

  1. Revista Contigo! Edição especial de homenagem a Michael Jackson.
  2. Pagett, Matt. The Best Dance Moves in the World - Ever!Chronicle Books, 2008, 72 p.
  3. DiLorenzo, Kris (April 1985). "The Arts. Dance: Michael Jackson did not invent the Moonwalk". The Crisis 92 (4): 143. ISSN 0011-1422. Shoot ... We did that back in the '30s! Only it was called The Buzz back then.
  4. Michael Jackson's 'Motown 25' performance -- in person - Los Angeles Times
Ícone de esboço Este artigo sobre dança é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.