Moral e Dogma

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde Agosto de 2013). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Morals and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry
Moral e Dogma do Rito Escocês Antigo e Aceito (BR)
Moral e Dogma Capa

Capa do Morals and Dogma
Autor (es) Albert Pike
Idioma Inglês
País  Estados Unidos
Assunto Maçonaria, REAA
Lançamento 1872
Páginas 1080
Edição portuguesa
Edição brasileira
Tradução Celes Januário Garcia Junior
Glauco Bonfim Rodrigues
Editora Editora Yod
Lançamento 2009
Parte de uma série de artigos sobre
Maçonaria
Maçom
Artigos principais

Maçonaria · Loja Maçônica · Templo maçônico · Grande Loja · Grande Oriente · Venerável Mestre · Graus maçônicos · Loja de Perfeição

História

História da Maçonaria · Manuscritos Maçônicos · Constituição de Anderson ·CLIPSAS · SIMPA · União Maçónica Internacional CATENA · C.I.MA.S.

Escocês Antigo e Aceito · York · Moderno · Schröder · Escocês Retificado · Adonhiramita · Emulation · Brasileiro · Memphis-Misraim

Morals and Dogma of the Ancient and Accepted Scottish Rite of Freemasonry, ou simplesmente Morals and Dogma (Moral e Dogma), é um livro de ensinamentos maçônicos publicado pelo Supremo Conselho, do Rito Escocês, Jurisdição do Sul dos Estados Unidos. Foi escrito por Albert Pike e publicado primeiramente em 1872. Houve diversas edições subsequentes, mas a posse era exclusiva ao maçom, não sendo distribuído, ou vendido, ao não iniciado.

O livro é composto por orientações e ensaios de Pike, que recopilou e estabeleceu as bases filosóficas, sociológicas, históricas, políticas, simbólicas e religiosas do Rito Escocês Antigo e Aceito.

Elabora ensinamentos para os 33 graus do Rito Escocês. Pretende ser um guia para os que incorporam o Rito Escocês, e explica a compreensão de Pike sobre o simbolismo e a alegoria dos graus maçônicos.

Trata-se de uma obra imponente pelo volume e pelos ensinamentos compilados, 861 páginas de textos e ensinamentos e mais um índice de referências com 218 páginas, possuindo trinta e dois capítulos, cada um que discute o simbolismo filosófico de cada grau da maçonaria em detalhes.

No prefácio da edição de 1950, os editores escreveram sobre Pike:

O prefácio dessa edição afirmava:

Embora discuta as minúcias dos rituais maçônicos em muitos detalhes, escreve-se de com linguagem arcana para não revelar os segredos maçônicos. Os movimentos rituais e os objetos são nomeados, mas não descritos.

Em algumas edições mais antigas, a página de título do livro declara em grandes letras de imprensa:

Uma cópia de Moral e Dogma era dada a cada membro novo da Jurisdição do Sul até 1974, quando o membro atingia o 14°. O livro foi substituído inicialmente pelo Comentário de Clausen Sobre Moral e Dogma, escrito por Henry C. Clausen, 33°, Grande Comandante Soberano, e mais tarde pelo livro Uma Ponte para a Luz, do Dr. Rex Hutchens, 33°, G∴C∴, sendo o livro recente que o Novo Rito Escocês da Jurisdição do Sul recebe hoje.

Em 2011 foi lançada a versão brasileira da obra, dividida em cinco tomos, pela editora Yod. Traduzido para a língua portuguesa por Celes Januário Garcia Júnior e Glauco Bonfim Rodrigues. [1]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Portal A Wikipédia possui o
Portal da Maçonaria.
  1. http://www.livrariayod.com.br/COLECAO-MORAL-E-DOGMA--GRAUS-SIMBOLICOS--INEFAVEIS--CAPITULARES-E-FILOSOFICOS-PART-I-E-PART-II-/prod-3201607/