Moreira da Silva

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Moreira da Silva
Informação geral
Nome completo Antônio Moreira da Silva
Também conhecido(a) como Kid Morengueira
Nascimento 1 de abril de 1902
Rio de Janeiro, Rio de Janeiro1908.gif Distrito Federal
Data de morte 6 de junho de 2000 (98 anos)
Rio de Janeiro,  Rio de Janeiro
Nacionalidade  brasileiro
Gênero(s) Samba
Samba-canção
samba-de-breque
Instrumento(s) vocal
Período em atividade 19312000
Outras ocupações compositor
Gravadora(s) Odeon
Victor
Columbia
Star
Carnaval
Continental
Santa Anita
Cantagalo
CID
Polydor
Top Tape
EMI
Afiliação(ões) Dicró
Bezerra da Silva

Antônio Moreira da Silva (Rio de Janeiro, 1 de abril de 1902 — Rio de Janeiro, 6 de junho de 2000) foi um cantor e compositor brasileiro, também conhecido como Kid Morengueira[1] .

Início[editar | editar código-fonte]

Filho mais velho de Bernardino de Sousa Paranhos, trombonista da Polícia Militar e de dona Pauladina de Assis Moreira. Carioca da Tijuca, criado no Morro do Salgueiro, só iniciou os estudos aos nove anos, mas abandonou a escola aos onze anos, quando o pai faleceu. Foi empregado de fábricas, tecelagens e chofer de praça e de ambulância, tendo trabalhado até a aposentadoria como servidor público.

Formou família ao se casar em 1928, permanecendo casado por 50 anos[2] .

Estilo[editar | editar código-fonte]

Considerado o criador do samba-de-breque, Moreira da Silva iniciou sua carreira em 1931, com Ererê e Rei da Umbanda. Em 1992, foi tema do enredo da escola de samba Unidos de Manguinhos. Em 1995 gravou "Os 3 Malandros In Concert" com Dicró e Bezerra da Silva, aos 93 anos de idade.

Participou do histórico disco de Chico Buarque de Holanda, a "Ópera do Malandro" de 1979, fazendo dueto com o próprio Chico.

Em 1996, foi tema do livro Moreira da Silva - O Último dos Malandros. Com 98 anos de idade, ainda se apresentava em shows.

Morte[editar | editar código-fonte]

Em 29 de abril de 2000, Moreira da Silva caiu em casa e foi internado numa clínica particular, sendo depois levado ao Hospital dos Servidores do Estado, no Rio de Janeiro, em função dos altos custos da permanência no Centro de Tratamento Intensivo. O cantor faleceu em função de falência múltipla de órgãos na manhã de 6 de junho de 2000[2] .

Alguns sucessos[editar | editar código-fonte]

  • Implorar (1935);
  • Jogo Proibido (1937);
  • Acertei no Milhar(1940);
  • Amigo Urso;
  • Fui a Paris;
  • Na Subida do Morro (interpretado no filme Maria 38);
  • O Rei do Gatilho, onde surge o Kid Morengueira(1962);
  • O Último Dos Moicanos (sequência de O Rei Do Gatilho)(1963)

Referências

  1. "Moreira da silva" (em português). Samba-Choro. Consult. 06 de junho de 2012. 
  2. a b DIAS, Mauro (Agência Estado) (7 de junho de 2000). "Morre Moreira da Silva, o criador do samba de breque". A Notícia. Consult. 4 de janeiro de 2016. 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Accordrelativo20060224.png Este artigo sobre um(a) músico(a) é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.