Moreno Veloso

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Moreno Gadelha Veloso
Informação geral
Nascimento 22 de novembro de 1972 (49 anos)
Origem Salvador, Bahia
Nacionalidade brasileiro
Gênero(s) MPB
Ocupação(ões) cantor
compositor
Progenitores Pai: Caetano Veloso
Instrumento(s) voz, violão, violoncelo, pandeiro
Período em atividade 2000 - presente

Moreno Gadelha Veloso (Salvador, 22 de novembro de 1972) é um cantor e compositor brasileiro.

Moreno Veloso estudou física na faculdade, mas atua como músico no Brasil e no exterior.

Ele é filho de Caetano Veloso, um dos grandes expoentes da música popular brasileira (MPB), prontamente reconhecido internacionalmente, e da atriz Idelzuith[1][2][3] (Dedé) Gadelha Veloso, primeira esposa de seu pai. É casado, desde 2004, com a antropóloga Clara Flaksman e eles têm dois filhos juntos: Rosa, nascida em janeiro de 2006 e José, que veio ao mundo em novembro de 2008.

A cantora Gal Costa, outro pilar da cultura musical do Brasil, é madrinha de Moreno Veloso e Rogério Duarte é seu padrinho.

Em 2000 gravou seu primeiro álbum Máquina de Escrever Música pelo selo Rock it!, de Dado Villa-Lobos. Em 2014 lançou Coisa Boa. Já compôs para artistas como Adriana Calcanhotto, Roberta Sá e Caetano Veloso. No dia 20 de novembro de 2014, interpretou grande sucesso do grupo Kaoma, a canção “Chorando Se Foi” no programa Globo de Ouro Palco Viva.

Ver também[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. «Caetano se apresenta ao lado do filho Moreno Veloso em show no Rio». musica.uol.com.br. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  2. «Caetano Veloso comove ao expor o Brasil, entre risos e lágrimas, em filme com memórias do cárcere». G1. Consultado em 21 de setembro de 2020 
  3. EGO, do; Rio, no. «Paula Lavigne parabeniza Caetano Veloso: 'Painho, muita saúde'». Ego. Consultado em 21 de setembro de 2020 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]