Morfeu

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura por outras definições de Morfeu, veja Morfeu (desambiguação).
Question book.svg
Esta página ou secção não cita fontes confiáveis e independentes, o que compromete sua credibilidade (desde fevereiro de 2012). Por favor, adicione referências e insira-as corretamente no texto ou no rodapé. Conteúdo sem fontes poderá ser removido.
Encontre fontes: Google (notícias, livros e acadêmico)
Morfeu
Deus do sonho
Morfeu e Íris
Por Pierre-Narcisse Guérin, 1811
Pais Hipnos

Morfeu (em grego: Μορφεύς, transl.: Morphéus, lit "moldador; a forma"), na mitologia grega é o deus dos sonhos.

O seu nome - derivado do vocábulo grego que significa "a forma" - indica a sua função: tem a habilidade de assumir qualquer forma humana e aparecer nos sonhos das pessoas.[1] É um dos mil filhos do deus Hipnos, do sono. Os filhos de Hipnos, os Oneiros, são personificações de sonhos, dentre eles Ícelo e Fântaso. Morfeu foi mencionado na obra Metamorfoses de Ovídio como um deus que vive numa cama feita de ébano numa escura caverna decorada como flores.

Como a maior parte das divindades do sono e dos sonhos, Morfeu é alado. Tem grandes asas rápidas, que batem sem fazer barulho, e o levam num ápice aos confins da Terra.[1]

A droga morfina tem seu nome derivado de Morfeu, visto que ela propicia ao usuário sonolência e efeitos análogos aos sonhos.

Morfeu é comumente confundido com seu pai Hipnos, sendo este o deus do sono, e Morfeu, seu filho, um dos deuses dos sonhos.

Quando uma pessoa augura: vá para os braços de Morfeu, sugere dormir bem.

  1. a b Grimal, Pierre (2000). Dicionário da Mitologia Grega e Romana (Rio de Janeiro: Bertrand Brasil). p. 318. 
Ícone de esboço Este artigo sobre mitologia grega é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.