Psychoda

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
(Redirecionado de Mosca-de-banheiro)
Saltar para a navegação Saltar para a pesquisa
Disambig grey.svg Nota: Se procura outras espécies conhecidas por mosca-de-banheiro, veja Telmatoscopus.
Como ler uma infocaixa de taxonomiaPsychoda
mosca-de-banheiro, mosca-dos-filtros
Psychoda sp.
Psychoda sp.
Classificação científica
Reino: Animalia
Filo: Arthropoda
Classe: Insecta
Ordem: Diptera
Subordem: Nematocera
Família: Psychodidae
Género: Psychoda
Espécies
Latreille, 1796
ver texto

Psychoda é um género de dípteros da família dos Psychodidae que inclui as espécies conhecidas pelos nomes comuns de mosca-dos-filtros, mosca-de-banheiro ou chamexuga. São pequenas moscas pilosas, frequentemente encontrados em banheiros, uma vez que suas larvas eclodem nos ralos e nos encanamentos do esgoto. São conhecidas pelo menos 370 espécies validamente descritas do Psychoda.[1][2][3][4]

Descrição[editar | editar código-fonte]

No Brasil, ocorrem principalmente quatro espécies de moscas-de-banheiro, três do gênero Psychoda:

Um outro gênero, Telmatoscopus, inclui a espécie Telmatoscopus albipunctatus que por vezes recebe o mesmo nome comum. No caso da sua presença em banheiros, seus ovos são depositados nas paredes dos ralos, próximo à superfície da água.

Prevenção[editar | editar código-fonte]

Para eliminar os focos é preciso localizar onde está sendo feita a ovipostura (geralmente nos ralos, no próprio ambiente). É preciso fechá-los ou, não sendo possível, aplicar neles cloro diariamente para inibir a proliferação, pois pequenas concentrações de matéria orgânica são suficientes para suprir a existência desses insetos. Existem alguns ralos que permitem o fechamento, os quais devem ser abertos apenas quando necessário. Água sanitária e água fervente também ajudam a diminuir a incidência.

De qualquer forma, a melhor maneira de eliminar o problema é usar medidas de controle integrado de pragas.

Espécies[editar | editar código-fonte]

O género Psychoda Latreille, 1796 inclui as seguintes espécies:

Notas[editar | editar código-fonte]

  1. «Psychoda Report». Integrated Taxonomic Information System. Consultado em 6 de maio de 2018 
  2. «Browse Psychoda». Catalogue of Life. Consultado em 6 de maio de 2018 
  3. «Psychoda». GBIF. Consultado em 6 de maio de 2018 
  4. «Psychoda Genus Information». BugGuide.net. Consultado em 6 de maio de 2018 

Referências[editar | editar código-fonte]

Ligações externas[editar | editar código-fonte]

Media relacionados com Psychoda no Wikimedia Commons