Motirô

Origem: Wikipédia, a enciclopédia livre.
Ir para: navegação, pesquisa
Motirô
Informação geral
Origem São Paulo, SP
País  Brasil
Gênero(s) Hip hop, rap
Período em atividade 2003 - atualmente
Gravadora(s) EMI
Integrantes Lino Krizz
Mara Nascimento
DJ Hum
Tio Fresh
De La Souza
Ex-integrantes C4bal

Motirô é um grupo de rap brasileiro formado na cidade de São Paulo no ano de 2003. O grupo é formado por Lino Krizz e DJ Hum, e anteriormente também por C4bal.


História[editar | editar código-fonte]

O grupo surgiu em 2003 como um projeto de DJ Hum, conhecido por sua parceria com o rapper Thaíde, e dos rappers C4bal e Lino Krizz. Segundo DJ Hum, "Motirô" é uma palavra indígena, tupi-guarani, e quer dizer "reunião de pessoas, de uma mesma tribo, para construir algo produtivo e positivo"[1]. Através desse conceito, seu integrante e idealizador DJ Hum convidou Lino Krizz para o projeto, e juntos decidiram aplicar o mesmo conceito ao hip hop e começaram a trabalhar com artistas convidados.

Em 2004, o grupo lança a canção "Senhorita", que alcançou sucesso a partir da data que foi lançada, sendo indicada nas categorias "Música" e "Videoclipe do Ano" no Prêmio Hutúz, e fez Cabal tornar-se "Revelação do Ano" da mesma premiação[2]. Na sequência, o single estourou nas rádios jovens e levou o grupo a conquistar o Prêmio Multishow de "Artista Revelação"[3], o "Ringtone de Ouro" da Ligaki por mais de 70 mil downloads da canção[4][5], e foi eleito pela revista DJ Sound como "Destaque de Rap Nacional" em 2005[6].

Em 2005, o grupo lança o seu álbum de estréia Um Passo à Frente: Episódio 1 pela EMI, que foi produzido por Hum, e tem uma mistura de ritmos e experimentalismos como marca. Contou com a participação de cantores de R&B, soul music, rappers e MCs, como: Cabal, Tio Fresh, Mara Nascimento, De La Souza, os irmãos Rogério Flausino (Jota Quest) e Wilson Sideral que tiveram participação especial no álbum de lançamento do grupo na faixa "Malandragem, Se Segure (Booty Ooty)".

Com a saída de C4bal, contratado pela Universal Music com contrato para gravar seu álbum solo, o grupo passou a ser comandado por DJ Hum e Lino Krizz. O Motirô é formado por 25 pessoas, e é uma junção de sons e artistas, composta de baixo, bateria, metais (saxofone e trompete), percussão, teclado e dois vocais de apoio. Também conta com os cantores Mara Nascimento, Tio Fresh e o rapper De La Souza, que rima em espanhol[1].

Integrantes completos[editar | editar código-fonte]

Nome artístico
Nome completo
Instrumentos
DJ Hum
Humberto Martins de Arruda
vocal
Lino Krizz
Cristiano Natalino
vocal
Tio Fresh
Joaquim Roberto Dias
vocal
Mara Nascimento
Claudimara Nascimento
vocal
De La Souza
Aildo Batista de Souza
vocal
-
Hebert Cardoso Medeiros
teclado
Curumin
Luciano Nakata Albuquerque
bateria
-
Jeferson Valério Caetano
baixo
-
Michelli Abu Chacra Câmara
percussão
-
Marquinhos Trombone
trombone
-
Sidney Barros
trompete
-
Josue dos Santos
saxofone
-
?
vocal de apoio

Discografia[editar | editar código-fonte]

Referências

  1. a b Yadnak, Thaísa (8 de fevereiro de 2007). «Entrevista: DJ Hum, um dos donos da "Senhorita"». ObaOba. Consultado em 13 de agosto de 2010 
  2. «Da Guedes e Racionais MCs levam prêmios Hutúz 2004 - 12/11/2004 - UOL Música». musica.uol.com.br. Consultado em 13 de agosto de 2010 
  3. «O Rappa leva troféu de melhor banda no Prêmio Multishow». Folha Online. 6 de julho de 2005. Consultado em 13 de agosto de 2010 
  4. «Downloads de celular estão na mira das gravadoras». Folha Online. 7 de outubro de 2005. Consultado em 13 de agosto de 2010 
  5. «Ringtone comprova popularidade do funk». Folha Online. 8 de dezembro de 2005. Consultado em 13 de agosto de 2010 
  6. «DJ Sound Awards anuncia vencedores». DJ Sound. rraurl.com. Consultado em 13 de agosto de 2010 

Ligações externas[editar | editar código-fonte]


Flag of Brazil.svgGuitarra masc.png Este artigo sobre uma banda ou grupo musical do Brasil é um esboço. Você pode ajudar a Wikipédia expandindo-o.